Cravo Bem Temperado

Apresentação sucinta da obra «Cravo Bem Temperado» de Johann Sebastian Bach.

Definição

O Cravo Bem Temperado compreende um conjunto de 48 prelúdios e fugas em todos os tons maiores e menores, sucedendo-se na ordem da escala cromática ascendente: dó M, dó m, dó # M, dó # m, Ré M, Ré m, etc. O compositor destas peças foi Johann Sebastian Bach.

Bach escreveu os primeiros 24 prelúdios e fugas em 1722. Só mais tarde, em 1744, compilou o segundo livro, que segue o mesmo esquema tonal de composição do primeiro. Actualmente, os dois volumes são conhecidos como Livro I e Livro II do Cravo Bem Temperado.

Objectivos

Ao compor estas peças, Bach tinha vários objectivos. Por um lado, queria propor uma série de composições nos doze tons maiores e menores que constituíssem um teste ao teclado “bem temperado”, umas de forma livre (prelúdios), outras obedecendo a um método (fugas). Logo, por outro lado, pretendia ensinar a escrita, de uma forma tanto útil quanto agradável.

O Cravo Bem Temperado tinha, também, como objectivo exercitar a habilidade, tecnicidade e musicalidade dos intérpretes, razão pela qual ainda hoje permanece como um dos conjuntos de obras mais influentes, e de referência, para os intérpretes de piano.

Influência do Cravo Bem Temperado

Depois da morte de Bach, o Cravo Bem Temperado, assim como toda a música do compositor, deixou de ser ouvido, mas com a maturação da época clássica, por volta de 1770, aconteceu o ressurgimento da obra através de compositores como Haydn e Mozart, que a começaram a estudar com atenção. Mozart transcreveu mesmo algumas das fugas para ensemble de cordas. Beethoven tocava o Cravo Bem Temperado na sua totalidade com 11 anos de idade e também ele fez um arranjo para cordas.

O exemplo de Bach inspirou, ainda, outros compositores do século XIX, como Chopin, cujos 24 Prelúdios (op.28) denotam uma relação evidente com o Cravo. No século XX, Shostakovich aproximou-se ainda mais do compositor barroco, ao escrever os 24 Prelúdios e Fugas. Mario Castelnuovo-Tedesco compôs um conjunto de 24 prelúdios  e fugas para duas guitarras, em todas as tonalidades maiores e menores, «Les Guitares bien tempérées», que evidenciam uma relação directa entre o título e a estrutura do Cravo Bem Temperado de Bach.

1060 Visualizações 1 Total
1060 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.