Balada

A balada consiste num tipo de música caracterizada pela lentidão rítmica e pelo cariz romântico das letras, cujo mote principal continua a ser o amor.

Introdução

Julio Iglesas, famosíssimo compositor e cantor de baladas.

Julio Iglesas, famosíssimo compositor e cantor de baladas.

A balada consiste num tipo de música caracterizada pela lentidão rítmica e pelo cariz romântico das letras, cujo mote principal continua a ser o amor. Desenvolveu-se simultaneamente em vários países como uma miscelânea de géneros musicais europeus e latinos.

Tipicamente, a performance cabe a um cantor singular de género masculino, sento este habitualmente acompanhado por uma orquestra. Os acompanhamentos musicais variam igualmente, uma vez que o cantor de baladas pode pertencer a um conjunto musical que inclua um guitarrista, um baixista, e um baterista. Tal como o bolero, o tema universal da balada é o amor não correspondido.

Durante os anos compreendidos na década de 1970, este estilo musical alcançou o pico da popularidade. A balada é tocada num tempo moderado ou lento, sendo suave e carecendo de um ritmo vívido. Apesar da incorporação de elementos do rock como a guitarra elétrica e a bateria, a ênfase continua a ser atribuída ao cantor e à melodia vocal.

 

Breve Panorâmica

A balada emergiu na década de 60, período em que o rock ‘n’ roll se anunciava como um grande fenómeno internacional, sobretudo devido à influência de bandas britânicas como os Beatles ou os Rolling Stones. Compositores do ritmo cubano bolero como Armando Manzanero, modernizaram o estilo musical ao mesclarem elementos de soft rock com o som característico do bolero, eventualmente resultando tal fusão na criação da balada.

Alguns musicólogos sugeriram que a balada desenvolveu-se particularmente a partir do bolero mexicano do filín cubano. O filín desenvolveu-se em Havana em 1940 durante o movimento trovadoresco. Em inúmeros aspetos, a balada é oposta à nueva cancíon entre outros tipos de música de intervenção que ascenderam durante os anos 60 e 70. Embora seja constantemente ignorada pelos etnomusicólogos devido à sua comercialização massiva e ao seu carácter “lamechas”, a balada, verdade seja dita, é popular em todo o mundo.

Atualmente, o pop latino absorveu o bolero e tornou-se no estilo de música internacional mais proeminente na língua espanhola. Foi a partir de 1980 que o pop latino começou a ser considerado um género próprio, principalmente devido ao estrondoso sucesso de cantores como Julio Iglesias, Camilo Sesto, e Gloria Estefan. Por este motivo, a balada pode ser considerada uma subcategoria do pop latino.

Em toda a América do Sul, a balada é um estilo musical deveras popular. Apesar do seu comercialismo e elementos de fantasia, a balada permanece como parte significativa do pop latino prevalente à volta do globo. Na Colômbia, a título de exemplo, a balada foi impulsionada e divulgada pelas editoras discográficas desde o início da sua constituição enquanto género. Artistas como Julio Iglesias e Leo Dan, continuam a ser incrivelmente populares na Colômbia atual.

1788 Visualizações 1 Total

References:

Stigberg, David. “Foreign Currents during the 60s and 70s in Mexican Popular Music: Rock and Roll, the Romantic Ballad and the Cumbia.” Studies in Latin American Popular Culture 4 (1985): 170–84.

1788 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.