Mito de Ícaro

Mito de Ícaro é uma narrativa pertencente à mitologia grega, que narra a fuga e a derrocada de Ícaro do labirinto do Minotauro.

Mito de ÍcaroMito de Ícaro é uma das narrativas míticas pertencentes à mitologia grega. Ele narra a fuga de Ícaro e de Dédalo, seu pai, da ilha de Creta. Ambos elaboraram asas de cera com as quais fugiram do labirinto do monstro Minotauro, após a criatura ter sido assassinada pelo herói Teseu.

De acordo com a narrativa, Ícaro era filho de Dédalo, um dos mais sábios e habilidosos arquitetos da mitologia grega. Ele foi responsável por planejar o labirinto que abrigou durante anos o monstro Minotauro, fruto da rainha Pasífae e um touro divino enviado ao rei Minos por Poseidon.

Ícaro e Dédalo possuíam ascendência divina. O arquiteto era neto de Ares, que por sua vez era fruto da união entre Zeus e Hera. Ainda assim, eles acabaram presos na ilha de Creta, no interior do labirinto que o próprio Dédalo criou.

O Mito de Ícaro narra como Dédalo elaborou e construiu asas feitas com cera do mel de abelhas e penas de asas de gaivotas. Somente assim, voando, eles conseguiram escapar de sua prisão no labirinto. Antes da partida, contudo, Dédalo alertou Ícaro dos perigos de voar muito perto do sol, pois elas derreteriam, e de voar muito perto do mar, pois a água as deixaria mais pesadas.

Ícaro, no entanto, não deu atenção aos conselhos do pai. O desejo e a sensação de liberdade proporcionadas pelo voo o fizeram querer chegar mais perto do Sol. As asas derreteram, como Dédalo disse que aconteceria, e o jovem caiu no mar Egeu. Há versões que dizem que Dédalo recuperou o corpo do filho e o levou para a Sicília, região que chamou de Icária, em sua homenagem. Outras dizem que o local onde Ícaro caiu foi batizado de Mar Icário.

 

Mito de Ícaro e seu simbolismo

O Mito de Narciso é repleto de simbolismos, muito importantes para os gregos antigos. O fato de, por exemplo, Dédalo ter construído as asas e passado como herança ao filho mostram Ícaro não a viu com a mesma importância com que o pai viu. Houve uma grande displicência na forma como o jovem usou o presente do pai.

Ainda na questão do trabalho de Dédalo, ele utiliza cera de mel abelha. As abelhas e o trabalho realizado por elas representam o valor que se dá ao próprio suor, à paciência laboriosa, algo que Ícaro não teve. O sol e o mar são dois opostos que colocam em questão todo o trabalho exercido pelo arquiteto.

O sol representa a luz criativa, a liberdade, o ego, para onde Ícaro foi sem questionamentos. A sua queda, e por consequência seu mito, trata de uma pessoa que recebe uma herança fantásticas, mas que não tem habilidade emocional e física para usá-la. O Mito de Narciso é tão atemporal que hoje ainda podemos utilizá-lo como uma metáfora da humanidade, uma vez que o ser humano recebeu a Terra como presente, mas não sabe usá-la e está a cada dia mais perto de destruí-la.

2293 Visualizações 19 Total

References:

https://www.britannica.com/topic/Daedalus-Greek-mythology

2293 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo