Buxo

Conceito de Buxo

Buxo é o nome comum atribuído aos elementos pertencentes à espécie Buxus sempervirens, o termo pode ser usado para designar outros elementos do género Buxus apesar de esta espécie ser a mais comum em Portugal. Estes indivíduos apresentam normalmente um porte arbustivo, não atingindo uma altura muito superior a 5 metros. Em condições ideais de crescimento esta espécie pode assumir porte arbóreo pequeno nunca atingindo alturas superiores aos 8 metros.

O tronco destes indivíduos é castanho-acinzentado claro começando a escurecer e adquirindo fendas com o avançar da idade. A madeira que produz é bastante duradoura e flexível, podendo ser muito resistente na presença de poluição urbana. Estes indivíduos são monoicos, pois apresentam os sexos separados, mas presentes nos mesmos indivíduos.

As suas flores assumem uma coloração amarelada e encontram-se inseridas nas axilas das folhas superiores. A sua floração ocorre entre Janeiro e Maio. Devido ao cheiro característico que apresentam e as cores das suas folhas e flores, estas plantas são boas para atrair as abelhas. Os frutos assemelham-se a cápsulas com estiletes longos e persistentes, surgem em Setembro e contêm pequenas sementes que se dispersam devido ao auxilio de insectos polinizadores.

As suas folhas são inteiras, coreáceas e apresentam uma coloração verde clara amarelada na página inferior e verde escura na página superior, estas cores são permanentes, pois trata-se de uma espécie perene, que nunca perde completamente as folhas. Estes indivíduos são tóxicos pois produzem alcaloides, nas suas folhas e seiva, que podem tornar-se irritantes quando em contacto com determinadas partes do corpo.

Os indivíduos pertencentes à espécie Buxus sempervirens encontram-se maioritariamente sob a forma de sebe, cultivados em jardins, no entanto, ainda é possível encontrar alguns exemplares desta espécie em habitat natural, em Portugal particularmente em Trás-os-Montes.

O buxo é uma espécie muito pouco exigente adaptando-se a todos os tipos de solo, no entanto, não suporta solos muito húmidos. Não suporta uma longa exposição solar, sendo uma planta de meia-luz. O seu crescimento é muito lento, podendo atingir idades superiores aos 500 anos.

Estes indivíduos podem ser infectado por bactérias e fungos, passando a apresentar problemas nas suas folhas. Uma das doenças mais comuns que afecta o buxo é uma infecção fúngica causada pelos fungos Cylindrocladium sp. e Volutella buxi. Esta infecção fúngica tem como consequência a secagem dos ramos e a queda da folha. Antes da queda das folhas é possível observar esporos de cor branca e salmão na superfície da pagina inferior das folhas. Ambos os fungos têm uma predominância em épocas húmidas.

Esta espécie é originária da Europa, sendo muito utilizada como espécie ornamental e como limite de canteiros e jardins. No entanto, na sua função de ornamental (sob a forma de sebe) raramente floresce, pois é constantemente podada de forma a manter uma determinada aparência, o que impede o seu desenvolvimento.

A madeira destes arbustos é muito utilizada para a criação de pequenos utensílios, como os canivetes, as facas, as tigelas, os pentes, assim como para a criação de instrumentos musicais como a flauta. Actualmente não apresenta grande serventia para o tratamento de doenças, apesar de no passado ter sido usada, em particular nos animais.

 

Palavras-chave:

Planta monoica

Infecção fúngica

Porte arbóreo

Alcalóide

1151 Visualizações 1 Total

References:

Buxo, Buxus sempervirens. Florestar.net Consultado em: Outubro 31, 2015, em http://www.florestar.net/buxo/buxo.html

Buxus sempervirens. The Virtues. University of Oxford. Botanic Garden. Consultado em: Outubro 31, 2015, em http://www.botanic-garden.ox.ac.uk/buxus-sempervirens

(2015). Intervenção nas Sebes de Buxo dos Jardins do Palácio Nacional de Queluz. Parques de Sintra – Monte da Lua, Portugal. Consultado em: Outubro 31, 2015, em https://www.parquesdesintra.pt/noticias/intervencao-nas-sebes-de-buxo-dos-jardins-do-palacio-nacional-de-queluz/

1151 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.