Inventário de Sintomas Psicopatológicos

Definição do conceito de Inventário de Sintomas Psicopatológicos

Conceito de Inventário de Sintomas Psicopatológicos

O Inventário de Sintomas Psicopatológicos designa a versão validada para a população portuguesa, por Maria Cristina Canavarro em 1999, do Brief Symptom Inventory (BSI) desenvolvido por Derogatis em 1982.

Aspetos gerais

É uma escala de autorrelato constituída por um conjunto de afirmações para as quais deve ser assinalada a resposta que melhor descreve o grau em que a pessoa se sentiu perturbada com cada um dos sintomas ou problemáticas apresentadas.

Apresenta como finalidade a avaliação dos sintomas psicopatológicos apresentadas pela pessoa, sendo por isso utilizado no contexto da psicologia clínica. Permite assim ao psicólogo clínico conhecer a configuração de sintomas e o mal-estar psicológico/distress associado à experiência destes, podendo auxiliar na configuração de perturbações psicológicas, quando assim se verifica.

Dimensões avaliadas

Este inventário permite assim avaliar diversos sintomas, através de nove dimensões, sendo estas:

  • Somatização, referente a queixas somáticas ao nível muscular e dos diferentes sistemas do organismo que apresentem mediação do Sistema Nervoso Autónomo, como sejam o sistema cardiovascular, gastrointestinal e respiratório;
  • Obsessões-Compulsões, que inclui pensamentos (obsessões) face às quais a pessoa apresenta crítica, não obstante a sua persistência e intrusão. A par destes são também incluídos os comportamentos (compulsões) que a pessoa se sente impelida a realizar em resposta às obsessões;
  • Ansiedade, que representa sintomas como  tensão, pânico, apreensão ansiosa assim como componentes cognitivas e somáticas da ansiedade;
  • Ansiedade Fóbica, que se relaciona com o medo persistente e irracional face a um estímulo, despoletando evitamento do mesmo;
  • Sensibilidade interpessoal, referente aos sentimentos que a pessoa experiencia no contexto das relações interpessoais, como o sentimento de inferioridade, inadequação, desconforto e autodepreciação;
  • Depressão, relacionada com os sintomas característicos de quadros clínicos de depressão, representando manifestações de humor depressivo, perda de interesse e de motivação nas atividades;
  • Hostilidade, referente a pensamentos, emoções e comportamentos relacionados com o afeto de cólera;
  • Ideação Paranoide, relacionado com a suspeição, hostilidade, egocentrismo e delírios;
  • Psicoticismo, referente ao isolamento interpessoal, alucinações e controlo do pensamento.

Para além das referidas dimensões, o inventário conta ainda com três índices que de um modo geral ponderam a intensidade do mal-estar psicológico, isto é, quão perturbador é a sua experiência para a pessoa, assim como o número de sintomas apresentados.

Acrescendo à finalidade de avaliação clínica, o Inventário de Sintomas Psicopatológicos pode também ser utilizado para fins de investigação científica em Psicologia. Desta forma, pode aplicar-se também à população geral ou não clínica.

Palavras-chave: Inventário de sintomas psicopatológicos; avaliação psicológica; distress/mal-estar psicológico

2813 Visualizações 1 Total

References:

Canavarro, M. C (2007). Inventário de Sintomas Psicopatológicos (BSI). Uma revisão crítica dos estudos realizados em Portugal. In M. R. Simões, C. Machado, M. M. Gonçalves, & L. S. Almeida (Eds.), Avaliação Psicológica: Instrumentos validados para a população portuguesa (vol. III). Coimbra: Quarteto.

2813 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.