Artérias Coronárias

Conceito de Artérias Coronárias – Á semelhança dos restantes órgãos e partes do corpo, o coração necessita de sangue oxigenado para funcionar (…)

Conceito de Artérias Coronárias

Anatomia

À semelhança dos restantes órgãos e partes do corpo, o coração necessita de sangue oxigenado para funcionar correctamente. O miocárdio (músculo cardíaco) é irrigado por um sistema circulatório próprio, chamado de circulação coronária.

A circulação coronária é constituída pelas artérias coronárias. Estas artérias têm a sua origem na artéria aorta, mais propriamente na raiz da aorta; a esse ponto de origem dá-se o nome de ostios das artérias coronárias.

Existem duas artérias coronárias principais, a artéria coronária esquerda e a artéria coronária direita.

A artéria coronária direita nasce do seio coronário direito, e estende-se pelo sulco aurículo-ventricular, irrigando a aurícula direita, o Ventrículo Direito, o sistema de condução eléctrico do coração e uma proção posterior do Ventrículo Esquerdo. A artéria coronária Direita va ramificar-se, dando origem ao ramo marginal, e ao ramo descendente posterior. O ramo descendente posterior tem origem na coronária direita na maioria dos indivíduos, embora também possa surgir decorrente da artéria coronária esquerda, dizendo-se nesses casos que existe dominância esquerda.

A artéria coronária esquerda, ou tronco coronário esquerdo, tem origem no seio aórtico esquerdo. Ao longo do seu percurso, este tronco vai ramificando, dando origem a duas artérias de grande importância: a artéria descendente anterior e a artéria circunflexa. A artéria descendente anterior vai percorrer a face anterior do Ventrículo Esquerdo, irrigando o septo intraventricular e o Ventrículo esquerdo até ao apéx. A artéria circunflexa, após a bifurcação do Tronco Coronário Esquerdo, vai descer pela face posterior do Ventrículo esquerdo, irrigando a parede posterior deste ventrículo.

Patologia

As artérias coronárias constituem o único sistema circulatório que irriga o músculo cardíaco, o que explica porque é que uma lesão nestas artérias tem complicações graves.

São vasos susceptíveis ao aparecimento e desenvolvimento de aterosclerose. Numa fase inicial, o estreitamento nas artérias causada pelo aparecimento de placas de ateroma pode afectar a entrega de sangue oxigenado suficiente, ocorrendo angina de peito, geralmente com o esforço ou emoções fortes. A necessidade de sangue aumenta nessas circunstâncias e, devido ao estreitamento causado pelas placas, essa mesma necessidade não consegue ser satisfeita, levando ao aparecimento de dor. À medida que o estreitamento aumenta, o aporte sanguíneo é consequentemente menor podendo levar a que não seja suficiente para o funcionamento correcto do músculo cardíaco; o músculo pode assim, entrar em necrose, ocorrendo um Enfarte Agudo do Miocárdio.

2640 Visualizações 1 Total
2640 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.