Modelo decisional de Vroom e Yetton

Apresentação do modelo decisional de Vroom e Yetton: O modelo decisional de Vroom e Yetton foi criado com o intuito de ajudar a decidir quando…

Apresentação do modelo decisional de Vroom e Yetton

O modelo decisional de Vroom e Yetton foi criado com o intuito de ajudar a decidir quando e em que medida os gestores devem envolver os trabalhadores na resolução de determinado problema. Este modelo é constituído por cinco estilos de liderança que vão desde o estilo puramente autoritário (AI) até um estilo participativo, em que a tomada de decisão é grupal (GII).

AI – O líder resolve o problema ou toma ele próprio a decisão, tendo em conta a informação de que dispõe.

AII – O líder recolhe dos subordinados a informação que for necessária e mais tarde decide sozinho qual a solução para o problema.

CI – O líder partilha o problema , individualmente, com os subordinados que considera mais importantes, sem os reunir em grupo. Em seguida toma a decisão que pode, ou não, reflectir a influência dos subordinados.

CII – O líder partilha o problema em grupo com os subordinados, retendo as suas ideias e sugestões. Depois, toma a decisão que pode reflectir ou não a influência dos subordinados.

GII – O líder partilha o problema com os subordinados enquanto grupo. Em conjunto são geradas e avaliadas alternativas e procuram chegar a um acordo quanto a uma solução. O líder não tenta influenciar o grupo para adoptar a sua solução, e aceita e implementa qualquer solução que tenha o apoio de todo o grupo.

O grau desejado de participação dos subordinados depende das características do problema a resolver. Estas características estão resumidas num conjunto de sete regras:

  1. O líder não possui informação suficiente para poder tomar sozinho a decisão. O estilo AI é eliminado.
  2. A qualidade de decisão é importante e os subordinados parecem não estar dispostos a seguir os objectivos da organização na tentativa de resolução do problema. GII é eliminado.
  3. O líder não possui informação suficiente e o problema a enfrentar é inestruturado. Os estilos A1, AII e CI devem ser evitados, pois não prevêm interacção com os subordinados e ainda estão muito baseados no poder.
  4. A aceitação da decisão pelo grupo é fundamental e o líder não tem carisma para as suas decisões serem aceites individualmente. Os estilos AI e AII devem ser eliminados.
  5. Se a aceitação da decisão é importante e não seja razoável que a decisão seja autocrática e se se prevêm posições conflituais quanto à melhor solução, os estilos AI, AII e CI devem ser eliminados.
  6. Se a qualidade da decisão não é relevante, mas a sua aceitação o é, o processo de decisão utilizado deve gerar a aceitação necessária. Assim, os estilos AI, AII, CI e CII devem ser eliminados.
  7. Se a aceitação é importante e não deva resultar de uma decisão autocrática, e se os subordinados estiverem motivados para perseguir os objectivos organizacionais representados no problema, devemos excluir os estilos AI, AII, CI e CII.
1160 Visualizações 1 Total
1160 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.