Art Rock

Definição de Art Rock

O Art Rock é um subgénero da música Rock, o qual caracteriza-se por reflectir uma abordagem mais desafiante ou vanguardista do Rock, mediante o uso de elementos mais modernistas, experimentais ou menos convencionais. O Art Rock aspira elevar o Rock para algo mais do que um factor de mero entretenimento, mais do que música meramente para dançar, em direcção a uma verdadeira declaração artística, como uma autêntica experiência auditiva.

Efectivamente, o termo “Art Rock” tem vindo a ser empregue ao longo dos tempos como uma forma de descrever uma série de músicas Rock, compostas e apresentadas na sequência do movimento de Rock Psicadélico dos anos sessenta. Após este movimento, o Art Rock surgiu como o resultado do contributo de uma série de músicos que se interessaram por expandir o rock para além das suas fronteiras tradicionais, em particular com vista a “libertar” o rock de todo o ideal de composição do Rock & Roll (ou das raízes típicas do rock, as quais inspiraram o surgimento de géneros como o Blues Rock, o Country Rock ou o Folk Rock).

Um outro factor que pode também explicar o surgimento e desenvolvimento deste movimento artístico é o da transição deliberada que alguns artistas associados ao rock fizeram ao evadirem-se da construção de álbuns maioritariamente compostos por músicas entendidas individualmente, cimentando um conjunto de singles posteriormente lançados, para a construção de álbuns cujas músicas se encontravam interligadas mediante um conceito temático (os chamados álbuns conceptuais). Exemplos deste tipo de abordagens são álbuns como “Pet Sounds”, “Freak Out!”, “The Who Sell Out” ou “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”.

Origens e principais artistas

The Velvet Underground & Nico”, um álbum que interpolou géneros como o Garage Rock e o Rock Psicadélico, contendo longas passagens musicais inspiradas em música clássica, construídas mediante o uso de guitarras com distorções diferentes e pouco ortodoxas, com forte feedback e reverb, acompanhadas por uma temática lírica bastante rígida, ao mesmo tempo que apresentava uma imagem visual que era extrapolada para os palcos, apresenta-se como o ponto de início do Art Rock, tal como comummente apontado por fãs e críticos.

82549647_36259bcf44

Capa do álbum “Velvet Underground & Nico”

Esta via de composição musical sem observação das regras tradicionais do Rock, orientada por uma temática conceptual, juntamente com actuações ao vivo mais complexas e inovadoras, seria adoptada por uma imensidão de artistas musicais dos anos setenta. Ao conceito-base seriam adicionados outros elementos e ingredientes musicais, tais como o Jazz, Funk, Avant-Garde, bem como música electrónica e mais ambiental. Exemplos de artistas do Art Rock nesta década são os Roxy Music, os projectos a solo de Brian Eno e de Phil Manzanera, Pink Floyd, David Bowie (na sua fase de produção de álbuns em Berlim), Peter Gabriel, Barclay James Harvest, Steve Harley, e os trabalhos a solo dos ex-membros dos The Velvet Underground, mais precisamente de Lou Reed e de John Cale.

Distinção de outros géneros

Desde os seus primórdios que o Art Rock apresenta algumas conexões conceptuais e musicais com o Rock Experimental e o Rock Progressivo. Efectivamente o Art Rock pretende alcançar um grau de complexidade bastante idêntico com aqueles géneros no que se refere à instrumentalização e temáticas líricas. No entanto acaba por distinguir-se pelo facto de seguir estruturas e padrões musicais mais tradicionais e como tal, mais populares, distanciando-se de composições com tempos irregulares e de longa duração (tais como patentes no Rock Progressivo), e mais irregulares, radicais e experimentais (como acontece com o Rock Experimental).

Com o surgimento do Punk Rock na segunda metade dos anos setenta, o Art Rock desapareceria de cena e dissolver-se-ia, ao longo das próximas décadas, em outros tipos de música Rock, tais como o Post-Punk, o New Wave, o Art Punk e o Post-Hardcore.

Seria por volta da década de noventa que o Art Rock regressaria às luzes da ribalta, à medida que novas bandas ressuscitariam as raízes conceptuais do género construídas nos anos sessenta e setenta. Bandas como Radiohead, The Mars Volta, TV On The Radio, dEUS, Auktyon, e os Ween são algumas das bandas que reconhecidamente reacenderam o interesse no género.

539 Visualizações 1 Total
539 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.