Poesia Nabati

A poesia Nabati é oriunda da península arábica. O seu estilo direto e espontâneo favorece a transmissão pela via da oralidade, de geração em geração.

Nabati é um estilo particular da poesia da península arábica, que marca a cultura desta região desde o século XVI. Devido à constante mobilidade das tribos locais de outrora, é difícil identificar o local preciso de onde é originária. A poesia Nabati tem sido transmitida de geração em geração, oralmente e por escrito, e é conhecida como “the people’s poetry”.

Origem da palavra Nabati

Existem várias teorias que explicam o termo Nabati:

  • Esta poesia é originária de um local próximo de Medina, Nabat.
  • Nabati foi o nome dado ao dialeto que muitos árabes passaram a falar aquando dos primeiros contactos com povos estrangeiros, fruto da assimilação de expressões e traços linguísticos de fora pelo árabe clássico.
  • A poesia Nabati nasceu na tribo dos “Nabateans”.
  • O termo Nabati está relacionado com o termo arábico “Nabat” que significa “derivar de” ou “obter o significado de uma palavra através de outra”. Esta é a hipótese mais consensual, já que distingue a poesia Nabati da poesia árabe clássica, cujo código linguístico era bastante preciso e ao qual a primeira não obedecia na sua totalidade.

Poesia Nabati, de geração em geração

A poesia Nabati é um fenómeno literário exclusivo da península arábica e tem assumido, desde o século XVI, um papel crucial na região, sendo, por vezes, a única fonte de informações históricas referentes ao local.

A poesia Nabati é transmitida de geração em geração, maioritariamente pela via oral, constituindo uma espécie de retrato da vida quotidiana dos locais. A tradição oral mantém hoje a sua força e, por essa razão, a poesia Nabati é ainda popular – nos agrupamentos de pessoas, mais ou menos formais, ainda são recitados poemas Nabati. No entanto, devido essencialmente às transformações sociais, económicas e culturais que a região tem vivido desde o século passado, o número de entusiastas tem diminuído, a força da poesia enfraquecido e os poetas estão, por isso, mais silenciosos.

Poesia Nabati – forma

A poesia Nabati destaca-se pelo seu estilo coloquial, direto e claro, dando sempre especial atenção aos dialetos locais. Devido ao seu propósito de transmissão maioritariamente oral, a poesia Nabati tem como característica um estilo espontâneo, pouco ornamentado, sem que, todavia, isto seja sinónimo de falta de cuidado ou de pobreza literária – significa, isso sim, que a finalidade é a de criar um estilo acessível e facilmente transmissível.

Para os poetas Nabati, a métrica é conseguida atentando no ritmo do poema e a divisão silábica pensada através do cantar – assegurados estes dois fatores, há garantia de que o poema será agradável aos seus ouvintes.

Poesia Nabati – conteúdo

A poesia Nabati é, na sua origem, uma forma de celebrar as tradições locais. Está intimamente ligada aos costumes locais, pelo que a conexão entre o poeta e os seus ouvintes é praticamente imediata. O poeta fala do quotidiano da vida, tal qual é sentida por todos, procurando sempre atribuir-lhe um sentido.

Frequentemente se lêem louvores à honra, bravura e hospitalidade de alguém – os poemas panegíricos são bastante comuns, como também o são os que exaltam o orgulho de pertencer a determinada tribo e a lealdade ao grupo. A sociedade e os desafios que apresenta são um dos tópicos mais recorrentes, sendo que a exortação assente num sistema moral e num código de conduta íntegros surge, muitas vezes, a partir de experiências pessoais. O recurso a provérbios é muito utilizado pois, desta forma, o poeta reitera as suas palavras recorrendo à força do imaginário coletivo.

A descrição, especialmente do deserto, é um motivo frequente na poesia Nabati embora, pelas suas características formais, também seja propícia à narrativa e ao storytelling – daí tratar-se de uma fonte profícua de relatos de episódios históricos.

O poeta Nabati

O poeta Nabati pode ser qualquer um, desde que utilize a poesia para, de uma forma simples, descrever experiências, das mais mundanas às mais sublimes, das mais pessoais às que se estendem ao coletivo.

Antes da divisão da península arábica naqueles que são os seus estados atuais, muitos príncipes e emires eram poetas, utilizando a poesia com pretensões políticas, para mobilizar o povo. Antes disso, nas guerras entre tribos do deserto, a poesia Nabati era utilizada como forma de motivar os guerreadores, ou para comunicar estratégias de ataque e defesa.

Atualmente, um dos mais conhecidos autores de poesia Nabati é o Sheikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum, governante do Dubai, que publicou o seu livro de poesia, Poems from the Desert, em 2009.

 

632 Visualizações 1 Total
632 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.