Henrique I

Henrique I de Portugal foi o último soberano da Dinastia de Avis, a sua morte sem descendência, levou á União do reino de Portugal com Espanha.

Biografia de Henrique I de Portugal:

Henrique I de Portugal era filho de Manuel I, com Maria de Aragão e Castela. Nasceu a 31 de Janeiro de 1512 em Lisboa. Foi coroado rei a 4 de Agosto de 1578, governando até a sua morte, a 31 de Janeiro de 1580. Ficou conhecido como, o Rei Casto, e o Rei-Cardeal. Subiu ao trono português, após a morte prematura, do sobrinho-neto e rei de Portugal, D. Sebastião, na Batalha de Alcácer Quibir.

Henrique I de Portugal

Henrique I de Portugal

Como quarto filho varão, não tinha grandes possibilidades de herdar o trono do pai, dedicando-se assim, á vida religiosa. Na sua juventude estudou, latim, grego, hebraico, matemática, teologia e filosofia. Aos catorze anos, recebeu a ordenação sacerdotal, e foi-lhe confiado o cargo de Prior do Mosteiro de Santa Cruz em Coimbra. A sagacidade reconhecida ao jovem sacerdote permitiu-lhe, subir rapidamente na hierarquia católica, dando maior influência à Casa Real, dentro da instituição. A 13 de Abril de 1539, é nomeado Arcebispo de Braga. A 16 de Dezembro de 1545, tornou-se o cardeal-infante, Arcebispo de Évora. A 21 de Junho de 1564, tornou-se o cardeal-infante, Arcebispo de Lisboa. Em 1569, adquiriu o título de Cardeal-infante D. Henrique.

Após a morte de João III, a regência do reino foi assumida por Catarina de Áustria, avó do infante Sebastião, irmã do Imperador Carlos V, o que gerou um forte descontentamento no reino. Assim Henrique I assumiu a regência do reino em 1562, até a maioridade do jovem infante Sebastião em 1568.

Em 1578, e após a morte do então Rei D. Sebastião sem descendentes, na Batalha de Alcácer Quibir, o Cardeal é coroada como Henrique I de Portugal.

Tentou libertar-se dos seus votos religiosos, o que iria permitir casar e continuar a dinastia de Avis. Mas o Papa, Gregório XIII, estava influenciado por Filipe II de Espanha, I de Portugal, e não libertou Henrique dos seus votos, impedindo a continuação da linhagem real de Avis.

A morte do Rei- Cardeal em 1580, permitiu a reivindicação do trono português por Filipe, coroado no ano seguinte, nas Cortes de Tomar como Filipe I de Portugal. Fundando a dinastia filipina, e união dinástica com Espanha.

431 Visualizações 1 Total

References:

MARQUES, A.H. Oliveira ; História de Portugal, Lisboa, Pallas, , 1982

431 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.