Campeonato Brasileiro de Futebol

História do Campeonato Brasileiro de Futebol, marcado por grandes polêmicas desde sua origem, em 1959

O Campeonato Brasileiro de futebol tem sua história marcada por controvérsias, que incluem dúvidas até mesmo sobre o seu ano de criação. Oficialmente, o primeiro Brasileirão – como é conhecido no país – data de 1971. No entanto, outros torneios de âmbito nacional foram disputados desde 1959, com variações de nomes, regulamentos, fórmulas de disputas e número de participantes. Somente no fim de 2010, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) reconheceu oficialmente como campeões brasileiros os vencedores da Taça Brasil – realizada entre 1959 e 1968 – e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa – disputado entre 1967 e 1970 -, os certames organizados pela antiga Confederação Brasileira de Desportos, predecessora da CBF. Somente assim o ídolo maior do futebol verde e amarelo, Pelé, passou a ser tratado, de forma oficial, como o jogador mais vezes campeão nacional, graças aos seis títulos do Santos na década de 60 do Século XX.

Mesmo o reconhecimento oficial das conquistas anteriores a 1971 não foi suficiente para dirimir a polêmica sobre os campeões brasileiros. A Taça Brasil, por exemplo, era disputada em sistema de jogos de ida e volta, semelhante às atuais Copas nacionais, com divisão regionalizada na primeira fase, devido ao tamanho continental do Brasil. Os clubes conquistavam o direito de participar da Taça Brasil a partir dos respectivos campeonatos estaduais, competições muito populares no Brasil até os dias de hoje – embora atualmente não sejam mais usados como critério de classificação para o Campeonato Brasileiro.

No entanto, devido à importância dos Estaduais de São Paulo e Rio de Janeiro na década de 60, seus campeões se classificavam diretamente para a fase semifinal da Taça Brasil, aguardando os adversários que saíam de fases classificatórias com outros campeões estaduais. Dessa forma, muitos campeões nacionais chegaram ao título precisando de poucas partidas na campanha: quatro no caso do Palmeiras em 1960, e Santos em 1963 e 1965; cinco nos títulos do Santos em 1961 e 1962; ou seis, para o Santos em 1964 e Palmeiras em 1967.

Além disso, o reconhecimento tardio da CBF promoveu quatro campeões brasileiros em dois anos, 1967 e 1968, quando houve a realização da Taça Brasil e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, trazendo nova polêmica, aumentada pela coincidência de o mesmo time, o Palmeiras, ter vencido as duas competições de 1967. Ou seja, um clube duas vezes campeão nacional no mesmo ano. Graças aos títulos daquele período, o Palmeiras é atualmente o maior campeão brasileiro, com dez conquistas (duas Taças Brasil, dois Torneios Roberto Gomes Pedrosa e seis Campeonatos Brasileiros), seguido pelo Santos, com oito (cinco Taças Brasil, um Roberto Gomes Pedrosa e dois Campeonatos Brasileiros). Outra marca importante é a do Internacional, único clube até hoje campeão brasileiro invicto, em 1979, com 16 vitórias e sete empates nos 23 jogos disputados na campanha. E o Bahia é considerado o primeiro campeão nacional, graças ao título da Taça Brasil de 1959.

A partir de 1971, não havia mais dúvida sobre qual era a principal competição de clubes do país, o Campeonato Brasileiro. Ainda assim, a cada ano a CBF trazia alguma novidade, fosse na fórmula de disputa ou no número de participantes. Em 1987, nova confusão: alegando falta de recursos, a CBF abriu mão de organizar o Campeonato Brasileiro, que passou às mãos do Clube dos Treze, entidade que reunia os principais clubes do país. Sem critérios técnicos, 16 clubes foram convidados a disputar a Primeira Divisão – semifinalista de 1986, o América do Rio, por exemplo, foi excluído da elite no ano seguinte. A competição ganhou novo nome, Copa União. Durante a disputa, no entanto, a CBF decidiu retomar seu controle, e exigiu que, no fim, houvesse um cruzamento entre os campeões e vices do Módulo Verde – considerado a Primeira Divisão – e do Módulo Amarelo – a Segunda Divisão. Tanto o campeão do Verde, o Flamengo, como o vice, o Internacional, apoiados pelo Clube dos Treze, recusaram-se a enfrentar Sport e Guarani, finalistas do Amarelo.

Depois de superar o Guarani, o Sport aguardou pelo cruzamento com o Flamengo, que não houve, e foi declarado pela CBF como campeão brasileiro de 1987, embora a imprensa esportiva do país trate o Flamengo também como o campeão nacional daquele ano. Durante as três décadas seguintes, Flamengo e Sport travaram batalhas nos bastidores e na Justiça para serem reconhecidos como os legítimos campeões de 1987, numa polêmica sem fim. A CBF chegou a reconhecer o título do Flamengo, mas a Justiça a obrigou a rever a decisão e manter o Sport como campeão.

O Campeonato Brasileiro só passou a se livrar do estigma de competição mal organizada a partir de 2003, quando a CBF encerrou o sistema de disputas que mesclava fases de grupos com disputas de mata-mata (quartas de final, meias finais e finais) e adotou o modelo de pontos corridos, em turno e returno, como nas principais ligas nacionais europeias. Desde então, após três anos de adaptação, com mudanças na quantidade de participantes, chegou-se em 2006 ao sistema que vigora até os dias atuais, com 20 clubes na primeira divisão, sendo quatro rebaixados a cada ano.

Ranking dos campeões brasileiros de futebol

Clube Títulos Taça Brasil Torneio Roberto Gomes Pedrosa Campeonato Brasileiro
1 Palmeiras 10 2 (1960, 1967) 2 (1967, 1969) 5 (1972, 1973, 1993, 1994, 2016, 2018)
2 Santos 8 5 (1961, 1962, 1963, 1964, 1965) 1 (1968) 2 (2002, 2004)
3 Corinthians 7 7 (1990, 1998, 1999, 2005, 2011, 2015, 2017)
4 São Paulo 6 6 (1977, 1986, 1991, 2006, 2007, 2008)
Flamengo 6 6 (1980, 1982, 1983, 1987*, 1992, 2009)
6 Vasco 4 4 (1974, 1989, 1997, 2000)
Fluminense 4 1 (1970) 3 (1984, 2010, 2012)
Cruzeiro 4 1 (1966) 3 (2003, 2013, 2014)
9 Internacional 3 3 (1975, 1976, 1979)
10 Bahia 2 1 (1959) 1 (1988)
Botafogo 2 1 (1968) 1 (1995)
Grêmio 2 2 (1981, 1996)
13 Atlético Mineiro 1 1 (1971)
Guarani 1 1 (1978)
Coritiba 1 1 (1985)
Sport 1 1 (1987*)
Atlético Paranaense 1 1 (2001)
316 Visualizações 1 Total
316 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.