Restauro Ecológico

Conceito de Restauro Ecológico: Restauro ecológico é o processo no qual se tenta ajudar um ecossistema degradado ou destruído a adquirir novamente as…

Conceito de Restauro Ecológico

Restauro ecológico é o processo no qual se tenta ajudar um ecossistema degradado ou destruído a adquirir novamente as caraterísticas que possuía inicialmente. Trata-se de um conceito prático auxiliado pelo conceito teórico denominado de ecologia do restauro. Este processo é iniciado pelo Homem, na tentativa de obter o ecossistema como era inicialmente seja por razões ambientais, afetivas ou simplesmente razões culturais. Seja qual for a razão que leva à restauração do ecossistema é essencial que esta restauração tenha por base os mecanismos de sucessão ecológica.

Em Ecologia do Restauro são estudados e determinados os conceitos essenciais para a criação de teorias, que servirão de guia na realização prática de uma restauração ecológica. A restauração ecológica é a parte pratica, surge após o estudo do ecossistema que se quer restaurar. O restauro pode também contribuir para a obtenção de novos conhecimentos no âmbito da Ecologia do Restauro.

O principal objetivo de um restauro ecológico não é apenas devolver o aspeto inicial ao ecossistemas, mas ajudar o ecossistema a estruturar-se de forma a poder assumir as funções, os serviços, a diversidade e as dinâmicas, que tinha antes de ter ocorrido a perturbação, de forma mais rápida, sendo este capaz de se autossustentar a partir do momento em que atinge a estabilidade.

Etapas do restauro ecológico

  • Avaliação do local
  • Definição dos objetivos a alcançar com o restauro
  • Planeamento (seleção dos métodos a utilizar, seleção das espécies a introduzir, determinação da disponibilidade/qualidade do solo entre outras informações necessárias à implementação)
  • Implementação do projeto
  • Monitorização e gestão (por vezes é necessário implementar o projeto em várias etapa, o que leva há necessidade de um plano de gestão)

Nem sempre a realização do restauro é possível, principalmente se o ambiente se encontrar demasiado degradado. Por esse motivo, pode ser considerado apenas o restauro de uma parte da área degradada, através da reintrodução de espécies.

A reabilitação da área degradada também é uma opção, consistindo na reintrodução das espécies de maior importância para a realização das principais funções do ecossistema degradado, deixando para mais tarde a introdução das outras espécies.

Outra das opções possíveis consiste na substituição do ecossistema que se encontrava anteriormente no local, introduzindo novas espécies que em nada têm a ver com aquelas que existiam antes, favorecendo assim a criação de um novo ecossistema que possuirá características diferentes do primeiro. No entanto, as espécies que forem introduzidas terão que ser adequadas às condições do ambiente presente no local.

Por fim, pode não ser feito nada no local, deixando que a natureza siga o seu rumo. A natureza acabará por se regenerar, no entanto, este processo é muito mais lento do que qualquer um dos anteriores e pode culminar num ecossistema que nada tem a ver com o inicial.

Quando se realiza um restauro ecológico não é possível prever o resultado final, apenas são feitas previsões tendo em conta as condições do local, as caraterísticas das espécies reintroduzidas, não se trata de um processo rápido, no entanto, é um processo mais rápido do que aquele que aconteceria se a natureza fosse deixada sozinha.

A estratégia a utilizar vai variar consoante o estado do ecossistema, assim como a escala em que o trabalho é realizado, além do custo financeiro que pode acarretar. O restauro pode ser utilizado, por exemplo, para recuperar cursos de água contaminados, florestas ardidas, áreas desflorestadas ou ainda áreas cujo solo foi contaminado. Também é possível reparar áreas húmidas que tenham sido drenadas, como pântanos, assim como muitos outros problemas que possam surgir num ecossistema. A seleção das espécies é de extrema importância, pois se as espécies escolhidas não forem as mais adequadas pode prejudicar o sucesso do processo de restauro.

A restauração ecológica não é um objetivo, mas apenas mais um método de luta contra a perda de biodiversidade.

751 Visualizações 1 Total
751 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.