Sinal de Angústia

O sinal de angústia é uma expressão muito utilizada em psicologia e em psicanalise. Designa que o ego põe em atividade determinadas operações perante uma situação que é considerada por um individuo como perigo iminente. Este sinal de angústia ou alerta evita que o individuo fique traumatizado e em sofrimento, isto é que o aparelho psíquico fique inundado de excitações podendo ir ao ponto de não sobreviver. O objetivo do sinal de angústia é reproduzir uma angústia memorizada de um acontecimento passado mas semelhante aquele que não se pretende que ocorra.

Este termo foi introduzido por Sigmund Freud (1856 – 1939) no seu trabalho sobre “ Inibição, Sintoma e Angustia” (1926) e poderá ser chamado como a segunda teoria de angústia que ainda hoje é utilizada no meio clínico.

O sinal de angústia poderá por exemplo reproduzir uma emoção intensa que se impõe ao pensamento ou à reação para agir ou fugir, poderá ter um recurso apenas psíquico ou motor. É reconhecido pela mente e segundo o autor, faz referência a uma angústia que teve que ser suportada passivamente no passado sob a forma de angústia automática quando o individuo estava afundado em excitações.

Palavras- chave: sinal de angustia, aparelho psíquico, excitações psíquica

 

708 Visualizações 1 Total

References:

Laplanche, J. & Pontalis, J.-B. (1990) Vocabulário de Psicanalise. Lisboa: Editorial Presença ( obra original publicada em 1967)

Roudinesco, E. & Plon, M.(2000). Dicionário de Psicanálise. Lisboa: Editorial Inquérito. (obra original publicada em 1997)

708 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.