Censura

A censura é uma função psíquica que impede aos desejos inconscientes e a formações que deles derivam de acederem ao sistema pré-consciente ou consciente. Sigmund Freud (1856 – 1939) foi o seu autor. As primeiras descrições sobre a censura estão datadas de 1897, sempre em relação à 1ª tópica freudiana: inconsciente – pré-consciente – consciente. Para Sigmund Freud, a censura é uma função insistente e permanente, isto é, ela atua constantemente ao nível do inconsciente e também do pré-consciente.

 

Constitui um impedimento seletivo entre os sistemas inconscientes por um lado e os sistemas pré-conscientes e conscientes por outro, estando pois na origem do recalcamento. Estão distinguidos os seus efeitos quando abranda parcialmente como é o caso do sonho: o estado de sono impede que os conteúdos do inconsciente abram caminho até à motilidade mas podem por em risco de se opor ao ato de dormir, sendo pois que a censura funciona contudo há um afrouxamento para que o ato de dormir ocorra.

 

No caso do sistema pré-consciente – consciente, Sigmund Freud defende que qualquer passagem de um estado inferior para um outro mais elevado implica a atuação da censura de uma forma mais intensa. Na segunda tópica – Id- Super-Ego e Ego, o autor apresenta a censura como entre uma espécie antecâmera onde se comprimem desejos inconscientes e um grande salão onde reside a consciência. É como uma consciência moral

 

Palavras-Chave: Censura, Psicologia, Psicanalise, Sigmund Freud, primeira tópica – inconsciente-pré-consciente-consciente, segunda tópica: Id, super-ego e ego.

 

Bibliografia:

Atkinson, S. & O’Hara,S. (2014). O Livro de Psicologia. Barcarena: Marcador Editores

Larousse-Bordas (2007). Dicionário Temático Larousse – Psicanalise (Dir. Pajouès, J.). Porto Alto: Temas e Debates

Larousse-Bordas (2007). Dicionário Temático Larousse – Psicanalise ( Dir. Pajouès, J.). Porto Alto: Temas e Debates

Laplanche, J. & Pontalis, J.-B. (1990) Vocabulário de Psicanalise. Lisboa: Editorial Presença (obra original publicada em 1967)

Roudinesco, E. & Plon, M. (2000). Dicionário de Psicanalise. Mem Martins: Editorial Inquérito

2138 Visualizações 1 Total
2138 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.