Acto Falhado

Conceito de Acto Falhado

Conceito psicanalítico introduzido por Freud e conceptualizado na sua obra Psicopatologia da Vida Quotidiana (1901) como algo que representa a realização do desejo inconsciente.

O acto falhado seria um pequeno episódio do dia-a-dia que surge inesperadamente como um erro ou engano, aparentemente insignificante, no curso do comportamento normal. São exemplos os esquecimentos (e.g. de nomes,), erros de escrita (e.g. escrever algo diferente do que pretendíamos), erros de leitura (e.g. ler uma palavra diferente da que está escrita) e enganos na fala (e.g. quando tratamos uma pessoa por outro nome).

Para Freud, os actos falhados seriam formações de compromisso entre um desejo recalcado e a intenção consciente. Assim, na sua aparente banalidade os actos falhados seriam reveladores dos pensamentos, crenças e desejos mais íntimos do seu autor.

Os factores psicofisiológicos como a fadiga, a excitação, a falta de atenção, podem favorecer a ocorrência do acto falhado mas não são suficientes para explicar a sua ocorrência.

2274 Visualizações 1 Total
2274 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.