Marketing de Lugares

Este artigo tem como objectivo apresentar sucintamente o conceito de marketing de lugares.

Conceito

Embora o conceito de marketing de lugares, ou place marketing, seja ainda relativamente recente, é já amplamente praticado em todo o mundo. Afinal de contas, os lugares sempre sentiram necessidade de se diferenciarem uns os outros, procurando fazerem valer as suas características no cumprimento dos diversos objectivos económicos, políticos e sociais estabelecidos.

O marketing de lugares tem como objectivo a concepção de um local que satisfaça as necessidades dos seus públicos-alvos. Logo, este tem sucesso quando os cidadãos, os negócios e as empresas estão satisfeitas com a comunidade. A satisfação dos visitantes, turistas e investidores devem, também, ser tidas em conta, pelo que cada lugar deve formular uma combinação de ofertas e benefícios que atendam a estas expectativas. A estratégia de marketing de lugares deve afectar todas as partes interessadas.

Neste sentido, este tipo de marketing procura identificar os elementos que tornam um lugar atractivo, no qual se pode viver, trabalhar, investir, fazer negócios e visitar na condição de turista. E, acima de tudo, identificar aquilo que lhe permite distinguir-se de outros lugares, comunicando essa vantagem competitiva a potenciais clientes, que estão no exterior do lugar em causa. Existem cinco factores que contribuem e determinam o valor de um lugar: a vivacidade da cultura, o nível de vida, uma atracção do destino e a adequação de um clima positivo.

O marketing de lugares é, portanto, “uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento económico, social, político e sustentável de cidades e regiões. Assume uma grande importância para a planificação estratégica e na gestão urbana, procurando a participação e profissionais altamente preparados para desenvolver num contexto de globalização crescente, cheio de desafios e oportunidades. Tem assim um papel fundamental em processos nacionais e internacionais na transformação de regiões e cidades” (Nave, 2009, p.11-12).

O marketing de lugares deve focar-se nas seguintes quatro actividades:

  • Desenvolvimento de um posicionamento e imagem fortes e atraentes;
  • Estabelecimento de incentivos atraentes para os actuais e os possíveis compradores bem como os utilizadores dos seus bens e serviços.
  • Fornecimento de produtos e serviços locais de maneira eficiente.
  • Promoção dos valores e da imagem do local de uma forma que evidencie, claramente, as suas vantagens diferenciadoras.

Cada lugar tem características próprias merecedoras da melhor promoção e não existem dois lugares semelhantes, dado que os seus recursos orientam-se de formas diferentes, de acordo com a história, a cultura, os valores e os costumes, as políticas e a relação entre o sector público e privado de cada lugar. É de salientar, ainda, que o potencial de um lugar vai muito além da sua localização, clima e recursos naturais, porque está intimamente ligado às suas competências humanas.

2356 Visualizações 2 Total

References:

Nave, E.F.P. (2009). Marketing de Lugares: Avaliação e Impacto da Imagem da Cidade da Covilhã. Dissertação de Mestrado, Universidade da Beira Interior.

2356 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.