Nicholas Kaldor

Nicholas Kaldor nasceu em Budapeste em 1908, tendo vindo a falecer em 1986 em Papworth Everard. Foi um economista húngaro, profundamente influenciado pela economia keynesiana e pelos ideal social-democrata.

Nicholas Kaldor nasceu em Budapeste em 1908, tendo vindo a falecer em 1986 em Papworth Everard. Foi um economista húngaro, profundamente influenciado pela economia keynesiana e pelos ideal social-democrata. Procurou fazer uma síntese da teoria de Keynes com os ditames da economia clássica e ortodoxos, que fez uma série de contribuições fundamentais sobre o crescimento económico, distribuição de renda e política fiscal. Em seus últimos anos, ele distinguiu-se como um dos maiores críticos da política monetária praticada pelo governo conservador de Margaret Thatcher.

Kaldor efetuou os seus estudos na prestigiada London School of Economics, onde foi professor entre 1932 a 1942. Depois de dois anos longe de ensino, em 1949, retomou a sua carreira académica na Universidade Cambridge, onde permaneceu até 1975. Na década 1955-1964, Kaldor desempenhou funções de conselheiro/consultor económico para diversos países (Índia, México e Austrália, entre outros).

Em sua obra Um modelo de crescimento económico, publicado em 1957 no The Economic Journal, Kaldor desenvolveu um modelo que ele próprio definido como keynesiano, que complementa a proposta por Harrod e Domar, e que procurou determinar a mudança na taxa de investimento, dependendo da taxa de lucro. Ele é o autor de um grande número de publicações distribuídas entre congressos, conferências, revistas, ensaios e livros de divulgação financeira.

Em sua obra Um modelo de crescimento económico, publicado em 1957 no The Economic Journal, e mais tarde em 1960,  Kaldor desenvolveu um modelo que ele próprio definido como keynesiano, que complementa a proposta por Harrod e Domar, e que procurou determinar a mudança na taxa de investimento, dependendo da taxa de lucro. Ele é o autor de um grande número de publicações distribuídas entre congressos, conferências, revistas, ensaios e livros de divulgação financeira.

Principais obras:

  • “The Case Against Technical Progress”, 1932,Economica
  • “The Determinateness of Static Equilibrium”, 1934,RES
  • “The Equilibrium of the Firm”, 1934,EJ
  • “Market Imperfection and Excess Capacity”, 1935,Economica
  • “Pigou on Money Wages in Relation to Unemployment”, 1937,EJ
  • “Welfare Propositions in Economics”, 1939,EJ
  • “Speculation and Economic Stability”, 1939,RES
  • “Capital Intensity and the Trade Cycle”, 1939,Economica
  • “A Model of the Trade Cycle”, 1940,EJ
  • “Professor Hayek and the Concertina Effect”, 1942,Economica
  • “The Relation of Economic Growth and Cyclical Fluctuations”, 1954EJ
  • “Alternative Theories of Distribution”, 1956,RES
  • “A Model of Economic Growth”, 1957,EJ
  • “Monetary Policy, Economic Stability, and Growth”, 1958.
  • “Economic Growth and the Problem of Inflation”, 1959,Economica.
  • “A Rejoinder to Mr. Atsumi and Professor Tobin”, 1960,RES
  • “Keynes’s Theory of the Own-Rates of Interest”, 1960, in Kaldor, 1960.
  • “Capital Accumulation and Economic Growth”, 1961, in Lutz, editor,Theory of Capital
  • “A New Model of Economic Growth”, with James A. Mirrlees, 1962,RES
  • “The Case for a Commodity Reserve Currency”, with A.G. Hart and J. Tinbergen, 1964,UNCTAD
  • Causes of the Slow Rate of Economic Growth in the UK, 1966.
  • “The Case for Regional Policies”, 1970,Scottish JE.
  • “The New Monetarism”, 1970,Lloyds Bank Review
  • “Conflicts in National Economic Objectives”, 1970,EJ
  • “The Irrelevance of Equilibrium Economics”, 1972,EJ
  • “What is Wrong with Economic Theory”, 1975,QJE
  • “Inflation and Recession in the World Economy”, 1976,EJ
  • “Equilibrium Theory and Growth Theory”, 1977, in Boskin, editor,Economics and Human Welfare.
  • “Capitalism and Industrial Development”, 1977,Cambridge JE
  • Further Essays on Economic Theory, 1978.
  • “The Role of Increasing Returns, Technical Progress and Cumulative Causation…”, 1981,Economie Appliquee
  • “Fallacies on Monetarism”, 1981,Kredit und Kapital.
  • The Scourge of Monetarism, 1982.
  • “The Role of Commodity Prices in Economic Recovery”, 1983,Lloyds Bank Review
  • Economics Without Equilibrium, 1985.
693 Visualizações 1 Total

References:

Karier, Thomas (2011). Intellectual Capital – Forty years of the Nobel Prize in Economics, Cambridge: Cambridge University Press.

693 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.