Armação de clave

Apresentação do conceito armação de clave, da relação entre esta e a tonalidade e da forma de construção de uma armação de clave.

Conceito

O termo armação de clave diz respeito ao conjunto de acidentes (bemóis e sustenidos) escritos no início de cada pauta, ao lado da clave, que indicam a tonalidade da obra em causa. A utilização desta armação dispensa a necessidade de escrever os acidentes nas notas afectadas ao longo da composição, a não ser que, entretanto, surja uma indicação contrária, nomeadamente, um bequadro (um sinal de natural).

As tonalidades de dó maior e lá menor (a respectiva relativa menor) não requerem armação de clave. Os sustenidos ordenam-se em quintas ascendentes e os bemóis em quintas descendentes. Neste sentido, a ordem é a seguinte:

Sustenidos – fá, dó, sol, ré, lá, mi, si – Bemóis

Armação de clave a tonalidade

A armação de clave é apenas um recurso de notação musical, especialmente conveniente no caso da música tonal. As obras podem mudar de tonalidade (modulação), inserindo novas armações na pauta a partir do momento que usam outros acidentes: bequadros, outros sustenidos e bemóis. Outros factores, além desta armação,  podem também determinar a tonalidade da obra.

Notar ainda que duas tonalidades podem partilhar a mesma armação. Estas tomam o nome de tonalidades relativas.

Construção da armação de clave

Para construir a armação de clave com sustenidos deve seguir-se a ordem dos sustenidos até ao meio-tom abaixo da escala escolhido. Por exemplo, para a escala de Mi maior temos: fá#, dó#, sol#, ré#. Logo, os acidentes resultantes são em fá, dó, sol e ré.

Já com os bemóis deve seguir-se a ordem até ao bemol posterior àquele que tem o nome da escala escolhida. Por exemplo, para lá bemol maior temos: sib, mib, láb, réb. Logo, os acidentes resultantes são em si, mi, lá e ré.

Esta técnica só não é aplicável à escala de fá maior, que tem apenas um bemol, pelo que armação de clave para fá maior (sib) deve ser memorizada.

1380 Visualizações 1 Total

References:

Kennedy, M. (1994). Dicionário Oxford de Música. Publicações Dom Quixote.

 

1380 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.