Pablo Neruda

Pablo Neruda é um dos mais renomados poetas chilenos e castelhanos. É conhecido também por sua participação política no Chile.

Pablo Neruda é considerado um dos mais célebres poetas do Chile e da língua castelhana. Nasceu em Parral, em 12 de julho de 1904, sob o nome legal de Ricardo Eliécer Neftalí Reyes Basoalto. O pseudônimo que o tornaria famoso em todo o mundo foi uma homenagem a um escritor tcheco com quem tinha uma forte conexão, Jan Neruda.

As primeiras publicações do poeta ocorreram enquanto estudava em um liceu para homens, na cidade de Temuco. Seus primeiros poemas foram publicados no periódico da região conhecido como A manhã.

Pablo Neruda participou de diversas competições de poesia. Em 1919 chegou a um amargo terceiro lugar nos Jogos Florais de Maule, com o poema Noturno Ideal. Em 1921, obteve, por fim, o primeiro lugar da Festa da Primavera, em Santiago, com os versos de A canção da festa. Foi nessa mesma época que o poeta estudou francês na Universidade do Chile.

As habilidades literárias de Neruda começam a ser percebidas por intelectuais e outros escritores da época. Em 1923 publica o livro Crepusculário, que recebe boas críticas. Apenas um ano depois, em 1924, há mais uma obra de poemas publicada. Vinte poemas de amor e uma canção desesperada é considerada sua última obra pertencente ao Modernismo.

Pablo Neruda e sua importância literária e política

pablo neruda

Pablo Neruda é conhecido também por sua carreira diplomática. Ela se iniciou em 1927, após ser nomeado cônsul do Chile na Birmânia, em Rangum. Por meio de suas viagens na profissão de diplomata, conheceu diversos escritores com os quais pôde trocar experiências literárias. Federico García Lorca foi um desses nomes.

Neruda recebeu diversos prêmios por sua influência no mundo da Literatura e na área da diplomacia. Em 1953 foi a ele outorgado o Prêmio Lênin da Paz. Já em 1965, tornou-se Doutor Honoris Causa, pela Universidade de Oxford, no Reino Unido. Sua premiação máxima, contudo, foi o Nobel de Literatura, em 1971.

Pablo Neruda faleceu em 23 de setembro de 1973, devido a um câncer de próstata. Essa versão, no entanto, é contestada por pessoas próximas ao poeta na época. Neruda, que era fortemente envolvido com a politica e um marxista confesso, teria aberto mão de sua candidatura nos anos 70 para que Salvador Allende chegasse à presidência.

Augusto Pinochet, entretanto, deu um golpe político e retirou Allende do comando do país. Neruda teria adoecido muito na época, mas a crença de seus amigos e familiares era a de que partidários do ditador Pinochet teriam assassinado o poeta com uma injeção letal. Embora pericias póstumas tenham descartado o envenenamento, pessoas próximas a Pablo Neruda continuam afirmando que sua morte não foi natural.

277 Visualizações 1 Total

References:

https://www.britannica.com/biography/Pablo-Neruda

277 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática