Penacova, Portugal

Apresentação do município de Penacova

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

Apresentação da vila e município de Penacova

Penacova é um município português localizado no distrito de Coimbra, na região do Centro e sub-região do Baixo Mondego. É um município com 15 251  habitantes, de acordo com os censos de 2011, estando dividido em oito freguesias em 216,73 km². O município é limitado a norte Mortágua e Santa Comba Dão, a leste por Tábua, a sueste por Arganil, a sul por Vila Nova de Poiares, a oeste por Coimbra e a noroeste pela Mealhada.

As oito freguesias do concelho de Penacova são Carvalho, Figueira de Lorvão, Friúmes e Paradela da Cortiça, Oliveira do Mondego e Travanca do Mondego, Lorvão, Penacova, São Pedro de Alva e São Paio do Mondego e Sazes do Lorvão.

História

“Penna Cova” teve origem ainda antes da fundação da nacionalidade, apesar de se desconhecer a data da fundação. A referência mais antiga reporta-se a 911, data em que Idris foi reconhecido como legítimo proprietário de Vila Cova, que teria sido adquirido por presúria e que, após a sua morte, a doou ao Mosteiro de Lorvão.

Em 1192 foi-lhe atribuído foral por D. Sancho I, que foi confirmado a 6 de novembro de 1217 por D. Afonso II. Já em 1513, D. Manuel atribui-lhe foral novo. Com o reinado de D. Filipe II, em 1605, foi elevada à categoria de concelho.

Até 1855 apenas cinco freguesias faziam parte do concelho de Penacova que, com as reformas administrativas do século XIX  e em 1898 passou a ter a configuração atual.

Património natural e edificado

No que ao património natural diz respeito podemos identificar as panorâmicas da Serra do Roxo, a foz do Caneiro, as praias fluviais do Reconquinho, Vimieiro e Cornicovo e a Barragem da Aguieira e Coiço.

Já em termos de património edificado destaca-se:

  • Igreja Matriz de Penacova
  • Pelourinho de Carvalho
  • Capela de Santo António do Cântaro
  • Moinhos de Penacova
  • Santuário de Nossa Senhora das Ermidas
  • Mosteiro de Santa Maria de Lorvão
  • Pelourinho de Penacova
  • Santuário de Nossa Senhora do Monte Alto
  • Livraria do Mondego

Gastronomia

A gastronomia local tem sabores únicos feitos por mãos sábias de acordo com heranças antigas. Da proximidade com o Mondego surgem a lampreia e os peixes do rio. Já dos campos destaca-se o arroz de míscaros, mas também a chanfana, o sarrabulho e o cabrito.

Da influência do Mosteiro de Lorvão chegam até à atualidade dos doces conventuais, nomeadamente os alfinetes, o arroz doce, os beijinhos de freira, o bolo das infantas, o bolo podre de Lorvão, os bolos de bispo, as broas de amêndoa, as broas de ovos, as capelas de ovos, a lampreia doce de Lorvão, o manjar branco, os ovos doces, os pastéis de Lorvão, as súplicas, as tigeladas e as tortilhas.

Geminações

Com o objetivo de aproximar os povos e criar laços históricos e culturais de amizade, o município celebrou o seguinte Protocolo de Geminação:

  • Pont-Saint-Esprit (França) a 31 de outubro de 1999

Brasão da cidade

Brasão de Penacova

O brasão da cidade é um escudo de azul, um castelo de prata, lavrado de negro, aberto e iluminado de vermelho, encimado em cada torre lateral por um corvo negro, apontados, acompanhados à dextra e à esquerda de uma estrela de sete raios de ouro e de um crescente de prata invertido. Em ponta estão dois montes de ouro, cada um carregado de uma arruela do campo. A coroa mural é de prata de quatro torres e o listel é branco com a palavra PENACOVA.

Municípios do Distrito de Coimbra

Arganil Cantanhede Coimbra Condeixa-a-Nova Figueira da Foz
Góis Lousã Mira Miranda do Corvo Montemor-o-Velho
Oliveira do Hospital Pampilhosa da Serra Penacova Penela Soure
Tábua Vila Nova de Poiares
238 Visualizações 1 Total
238 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.