Mortágua, Portugal

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

Apresentação da vila e município de Mortágua 

Mortágua é um município português localizado no distrito de Viseu, na região Centro e sub-região do Baixo Mondego. É um município com 9 607 habitantes, de acordo com os censos de 2011, com 251,18 km² e com sete freguesias. Mortágua é limitado a norte por Águeda, a nordeste por Tondela, a leste por Santa Comba Dão, a sul por Penacova, a oeste pela Mealhada e por Anadia.

As sete freguesias do concelho de Mortágua são: Espinho, Marmeleira, Mortágua, Vale de Remígio, Cortegaça e Almaça, Pala, Sobral e Trezói.

História

Mortágua é um município cujas origens remontam à instalação das primeira comunidades de humanos no território português, como comprovam vestígios arqueológicos datados do Paleolítico e vestígios e arte rupestre, perto da aldeia de Mortazel, na freguesia de Sobral. Do período da romanização também existem vários vestígios, como por exemplo na localidade da Quinta do Vau, onde existe um brasão romano.

Durante a Reconquista Cristã pressupõe-se que Mortágua tenha sido reconquistada aos árabes algures entre 1058 e 1064.

Com a fundação do reino de Portugal, em 1143, inicia-se a organização administrativa e Mortágua recebe o primeiro foral em 1192, concedido pela rainha Dulce de Aragão, esposa de D. Sancho I. O foral foi confirmado em 1514 por D. Manuel I.

No século XIX Mortágua passa a ter o seu atual território e na segunda metade do século conhece um grande desenvolvimento, com a instalação de numerosas indústrias e a com abertura de novas vias de comunicação.

Património edificado e natural

Mortágua tem como principal património edificado o Pelourinho de Mortágua, símbolo da autonomia administrativa, o Santuário de S. Salvador do Mundo, a Igreja Matriz, a Capela da Senhora da Piedade, a Ermida da Nossa Senhora do Chão dos Calvos e vários moinhos. Mas a maior riqueza do concelho é o seu património natural. Abraçado pelas serras do Caramulo e do Buçaco, com a Albufeira da Aguieira a seus pés, Mortágua tem locais de beleza natural que se encontram quase em estado virgem. Cerca de 85 por cento do concelho é marcado pelo verde da floresta.

Gastronomia

Localizada numa zona de transição entre a Beira Interior e o Litoral, Mortágua tem uma riqueza e diversidade gastronómica única. A lampantana, confecionada com carne de ovelha, assada em caçoila de barro e servida com batata e grelos, é uma das especialidades do concelho. Mas além disso também se pode provar bolo de cornos ou bolo doce da Páscoa, broa de milho e pão de trigo cozidos em forno de lenha, cebola com mel, filhós de abóbora menina e o fantástico vinho do Dão.

Geminações

Com o objetivo de aproximar os povos e criar laços históricos e culturais de amizade, o município celebrou os seguintes Protocolos de Geminação:

  • Figueira da Foz (Portugal) em 1995
  • Wormeldange (Luxemburgo) a 5 de junho de 2004

Brasão da cidade

MRT

O brasão da cidade apresenta em campo de prata cinco faixas ondeadas de azul, distanciadas igualmente. Bordadura de negro carregada de oito pinhas de ouro realçadas de negro. A coroa mural é de prata de quatro torres e o listel branco com os dizeres VILA DE MORTÁGUA a negro.

Municípios do Distrito de Viseu

Armamar Carregal do Sal Castro Daire Cinfães Lamego
Mangualde Moimenta da Beira Mortágua Nelas Oliveira de Frades
Penalva do Castelo Penedono Resende Santa Comba Dão São João da Pesqueira
São Pedro do Sul Sátão Sernancelhe Tabuaço Tarouca
Tondela Vila Nova de Paiva Viseu Vouzela
261 Visualizações 1 Total
261 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.