Ilha de São Jorge, Açores

Apresentaçao da Ilha de São Jorge: localização, características da sua geografia, descobrimento e povoamento, fauna e flora, gastronomia e locais a visitar

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

A Ilha de São Jorge localiza-se no centro do Grupo Central do arquipélago dos Açores, em Portugal. Tem 53 quilómetros de comprimento e oito quilómetros de largura. A sua área total é de 237,59 km². A Ilha de São Jorge tem, de acordo com os censos de 2011, 9171 habitantes. 

Em termos administrativos, é constituída por dois concelhos (Calheta e Velas) e onze freguesias (Calheta, Norte Pequeno, Ribeira Seca, Santo Antão, Vila do Topo, Manadas, Norte Grande, Rosais, Santo Amaro, Uzelina e Velas). 

Geografia da Ilha de São Jorge

São Jorge é atravessada por uma cordilheira montanhosa com uma altitude máxima de 1053 metros no Pico da Esperança. A sua costa é rochosa, com arribas altas e escarpadas. 

A origem da ilha está associada a um vulcanismo fissural promovido pela expansão da crosta do Atlântico. Está associada a uma falha transformante chamada Falha de São Jorge. Assim, a ilha foi criada por sucessivas erupções vulcânicas em linha reta, de que restam crateras. A sua plataforma central tem a altitude média de 700 metros. 

A ilha de São Jorge apresenta um perfil bastante alongado e estreito, uma característica que a torna única ao nível do arquipélago. As suas serras são muito elevadas a Norte, principalmente devido à abrasão do mar. São estas características que permitiram o surgimento das fajãs, uma característica única. As fajãs correspondem a pequenas planícies que tiveram origem em desabamentos de terra ou lava. Quase todas as fajãs da Ilha de São Jorge são habitadas, mas o acesso é bastante dificultado. Existem mais de 40 fajãs na ilha. 

Desde a Ponta dos Rosais até ao Ilhéu do Topo a ilha desenvolve-se ao longo de 53 quilómetros. A sua largura máxima está entre a Fajã das Pontas e o Portinho da Calheta. 

O descobrimento e povoamento da ilha

A Ilha de São Jorge surge sem identificação no “Portulano Mediceo Laurenziano”, datado de 1351. Em 1375 já surge figurada com o seu nome atual no Atlas Catalão de Jehuda Cresques. 

Contudo, não se sabe ao certo a data em que os primeiros exploradores chegaram à ilha. O que se sabe é que o povoamento foi iniciado por volta de 1460. Tal como nas restantes ilhas dos Açores, os primeiros povoadores, vindos do mar, fixaram-se no litoral. Estima-se que na segunda metade do século XVI a ilha já tivesse cerca de 3000 habitantes. 

Ilha de São Jorge_Açores

Fauna e flora

A paisagem da Ilha de São Jorge é bastante influenciada por cinco séculos de presença humana. Assim, de uma cobertura vegetal dominada por florestas de laurissilva surgem pontualmente novas marcas associadas à paisagem agrícola, à construção religiosa, civil e militar. 

São Jorge tem uma flora característica e comum à flora de outras ilhas atlânticas da Macaronésia. Algumas das espécies tradicionais são a arroteia, o cedro-do-mato, o louro-sanguinho, o dragoeiro, o pau-branco, a urze, a faia e o vinhático. Nas zonas de maior altitude domina a pastagem. 

Em termos de fauna, podem ser observadas as seguintes espécies: cagarro, garajau, milhafre, canário, labandeira, pintassilgo, estrelinha, melro, tentilhão, gaivota, caranguejo, lapa-brava, búzio, craca, amêijoa, morcego, pardal. 

Gastronomia

A gastronomia da ilha de São Jorge inclui pratos tradicionais que são comuns às outras ilhas açorianas, mas também muitos sabores exclusivos. Uma vez que a amêijoa é exclusiva desta ilha, há alguns pratos que são confecionados com este marisco. Outro dos produtos bastante utilizado é o inhame. 

Na doçaria destacam-se os coscorões, as rosquilhas de aguardente, as espécies, os suspiros, os olvidados, os bolos de véspera, os cavacos, a queijada de leite e a açucareira branca. 

Na ilha produz-se também um pão tradicional exclusivamente feito de farinha de milho, que pode ser milho branco ou amarelo. 

O produto mais tradicional da ilha de São Jorge é o queijo, exportado para todo o mundo. Além disso, está classificado como DOP.

O que visitar na Ilha de São Jorge

Para quem visita esta ilha açoriana não pode deixar de visitar os seguintes locais:

  • Jardim da Praça da República de Velas
  • Marina das Velas
  • Igreja Matriz de Calheta
  • Fajã da Caldeira do Santo Cristo
  • Fajã do Ouvidor
  • Fajã dos Cubres (vencedora das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias)
  • Fajã dos Vimes
  • Fajã das Almas
  • Fajã de São João
  • Grutas do Algar do Montoso
  • Piscina Natural do Simão Dias
  • Ponta dos Rosais
  • Pico da Esperança
  • Ilhéu da Ponta do Topo
  • Piscinas Naturais das Velas
  • Café Nunes
  • Museu de São Jorge
  • Igreja de Santa Bárbara
  • Ermida de Nossa Senhora do Livramento
  • Capela de Nossa Senhora da Luz
  • Furna das Pombas
  • Forte da Uzelina
199 Visualizações 1 Total
199 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.