Castelo de Moura

Instalado na zona mais elevada da recente cidade de Moura, o seu Castelo está edificado sobre um castro pré romano que se crê ser da idade do Ferro, sendo depois ocupado pelos romanos, visigodos e muçulmanos, como provam os inúmeros achados arqueológicos expostos no Museu Municipal de Moura.

Este Castelo teve várias origens e reconstruções acompanhando toda a história da ocupação da região por diversos povos. Da ocupação islâmica temos uma torre de taipa construída entre o século XI e XII assim como uma lápide da mesma altura manda construir pelo chefe da taifa, Almutadide Billahi.

Após a reconquista Cristã por Dom Dinis em 1235. o mesmo ordenou a reconstrução de um castelo sob as ruínas castelo já erguido anteriormente, mandando ainda erguer uma torre de menagem. Nos finais do século XVII dá-se a Guerra da Restauração levando a que o castelo fosse adaptado para servir de defesa militar, sendo reconvertido em  construção abaluartada, sendo que após a guerra o mesmo é mandado destruir, no inicio do século XVIII, pelo Duque de Ossuna.

Mais tarde e ainda no século XVIII, o sismo de 175castelo75 viria a destruir o que restava do antigo Castelo acelerando o seu estado de ruína.

No que consiste ás características construtivas deste edifício militar e de defesa está edificado sob uma elevação calcária de 184 metros sendo composto por alcáçova, com uma porta cotovelada a sudeste, e uma barbacã oval. Relativamente à torre de menagem a mesma apresenta um estilo gótico em forma quadrangular coberta por uma abóbada em cruzaria de ogivas. No que consiste à sua fortificação o mesmo é cercado por um muro abaluartado de forma estrelar em alambor e cercado por um fosso (apesar de actualmente o mesmo já não existir). Esta cerca é ainda reforçada por várias torres de forma quadrangular e circular, sendo que actualmente se encontra numa delas a denominada torre do relógio.

No interior da cerca foi ainda instalado junto à entrada da Alcáçova um convento de Freiras Dominicanas em 1562, sendo o mesmo abandonado em 1875, que actualmente se encontra em ruínas.

Este Castelo, ex libris da cidade é um dos pontos de interesse turístico mais visitado do concelho e está classificado como Imóvel de Interesse Público desde 27 de Março de 1944.

1454 Visualizações 2 Total
1454 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.