Castelo de Monsaraz

Apresentação do Castelo de Monsaraz, um monumento português que se localiza no Baixo Alentejo, em Portugal

O Castelo de Monsaraz é um monumento português que se localiza em plena região do Alentejo, no distrito de Évora, e que no ano de 2007 ficou entre os finalistas na escolha das 7 Maravilhas de Portugal.

castelo-monsaraz-3O Castelo de Monsaraz é um castelo que se localiza na freguesia de Monsaraz, uma freguesia portuguesa que pertence ao concelho de Reguengos de Monsaraz, uma cidade portuguesa que pertence ao distrito de Évora, uma cidade que se localiza na região do Alentejo e na sub-região do Alentejo Central (que inclui os distritos vizinhos de Portalegre e Beja). O monumento português Castelo de Monsaraz tem como ‘vizinho’ o Rio Guadiana, um rio que nasce na Península Ibérica e que desagua no Oceano Atlântico. Além do Rio Guadiana o Castelo de Monsaraz tem ainda como ‘vizinho’ o espelho de água da Barragem do Alqueva, uma conhecida barragem portuguesa construída em arco e que é nos dias de hoje o maior reservatório artificial de água da Europa, também conhecido como «Grande Lago».

No que toca a localização do Castelo de Monsaraz, este situa-se erguido sobre o Monte Monsaraz e dominou e domina a vila medieval assim como a fronteira com o país vizinho, de Espanha, dada a proximidade com o país. Quanto à estrutura do Castelo de Monsaraz o mesmo apresenta traços militares típicos da época em que foi construído mas também alguns traços seiscentistas, sendo por isso resultado de uma mistura dos dois géneros.

História do Castelo de Monsaraz

A região onde se situa o Castelo de Monsaraz é uma zona onde existiam alguns monumentos megalíticos e acredita-se que nesse local existiu um castro pré-histórico que foi mais tarde ocupado por Romanos, Visigodos e Muçulmanos que se ocupavam e subsistiam através de atividades ligadas à agricultura e à pastorícia. A povoação da localidade de Monsaraz foi concastelo-monsaraz-1quistada pelas tropas de Geraldo Sem Pavor na altura da reconquista cristã da Península Ibérica e depois de acontecer a derrota de D. Afonso Henriques em Badajoz, Espanha, a vila foi recuperada pelo Califado Almóada para ser conquistada por D. Sancho II com o auxílio da Ordem dos Templários no ano de 1232. A carta de foral foi atribuída no ano de 1276 pelo rei D. Afonso III que pretendeu reforçar o povoamento da zona e também a defesa. A ação de povoamento da vila de Monsaraz está ligada à personalidade do cavaleiro Martim Anes Zagallo que segundo informação que ficou até aos dias de hoje, exerceu a função de alcaide da povoação e do seu castelo e que iniciou as obras de construção da nova alcáçova e também foi pioneiro na construção da Igreja Matriz de Santa Maria da Lagoa, também em Monsaraz e que é uma igreja de estilo românico, com uma planta em cruz latina que possui uma nave central abobada com duas naves laterais, coluna e contraforte com capitel.

Na altura do reinado do rei D. Dinis iniciou-se a reconstrução da Torre de Menagem, que é a estrutura central de um castelo de origem medieval e que é definida como o seu principal ponto de poder, de defesa e que também pode servir para questões habitacionais do próprio castelo ou dos seus habitantes. Por volta dessa altura em que se reconstruiu a torre de menagem ampliou-se também a cerca da vila de Monsaraz a nível estrutural e cujas modificações tiveram influência nos dias de hoje tendo ficado ao longo dos séculos. Durante o período de crise, nos anos de 1383 e entre o ano de 1385, a vila de Monsaraz e o Castelo de Monsaraz foram alvo de ataques por arqueiros de origem inglesa que estavam sob o comando do Conde de Cambridge, que estavam aliados com Portugal mas que vieram a cair no ano de 1385 já sob o domínio do Rei de Castela. Mais tarde, já sob o reinado do rei D. Manuel I, Monsaraz e o seu castelo foram figurados por Duarte de Armas no «Livro das Fortalezas» e no ano de 1512 foi atribuído o Foral Novo à vila e consequentemente ao Castelo.

Características do Castelo de Monsaraz

O Castelo apresenta uma construção em planta quadrangular, com uma muralha em pedra de xisto e cal que é reforçada por torres que delimitam a praça de armas onde se erguem as edificações da alcáçova e a torre de menagem. Consegue entrar-se no interior do castelo através de 4 portas em granito:

  • A Porta da Vila
  • A Porta de Évora
  • A Porta da Cisterna ou Porta do Buraco
  • A Porta da Alcoba

Nos dias de hoje o Castelo de Monsaraz está classificado como Monumento Nacional num decreto publicado em Janeiro do ano de 1946 e umadas chaves do castelo foi oferecida pela Junta de Freguesia a Mário Soares (falecido em 2017) quando o próprio esteve de visita durante a Presidência Aberta em Beja, no ano de 1987. As chaves encontram-se no arquivo da Fundação Mário Soares. O Castelo de Monsaraz esteve ainda na votação que elegeu as 7 Maravilhas de Portugal no ano de 2007 sendo que ficou na lista de finalistas da votação.

528 Visualizações 1 Total
528 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática