Castelo de Castelo Mendo

Apresentação do Castelo de Castelo Mendo: localização geográfica, evolução histórica e características de um dos principais monumentos de Almeida

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

O Castelo de Castelo Mendo situa-se na freguesia e aldeia de Castelo Mendo, no concelho de Almeida, no distrito da Guarda, em Portugal. 

Em posição dominante a 762 metros de altitude, o castelo é uma fortificação secundária na raia fronteiriça de Ribacôa. Localiza-se sobre um cabeço rochoso sobranceiro ao ribeiro de Cadelos e ao rio Côa. A sua localização tirava partido do forte declive do terreno que o cercava, rodeado por vertentes escarpadas com afloramentos rochosos e sem edificações. 

História do Castelo de Castelo Mendo

A ocupação da freguesia remonta a um castro proto-histórico, que posteriormente foi romanizado.

A edificação do castelo remonta ao reinado de D. Sancho I, na passagem do século XII para o XIII. No foral concedido à povoação em 15 de março de 1229, é referido o castelo e o seu alcaide da época, Mendo Mendes. Neste período foi construída a primeira cintura muralhada para defender a povoação. 

 A posse definitiva do castelo foi assegurada pelo Tratado de Alcanizes. A torre de menagem e a segunda cintura muralhada foram construídas posteriormente. 

Nos anos seguintes a decadência da povoação e do castelo é patente, incluindo na ilustração que Duarte de Armas deixou no Livro das Fortalezas de 1509. 

A 2 de janeiro de 1946 foi classificado como Monumento Nacional e a partir de então foram levadas a cabo obras de intervenção e restauro. 

Castelo de Castelo Mendo

Por Turismoenportugal – Obra do próprio, CC BY-SA 4.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=39860186

Características do monumento

O monumento, erguido a 762 metros acima do nível do mar, caracteriza-se pelo seu estilo gótico, com uma planta em formato ovalado irregular. Neste castelo incluem-se dois núcleos muralhados:

  1. A cidadela no perímetro defensivo interno a leste: destaca-se a torre de menagem, a porta principal, a cisterna no interior, a Igreja de Santa Maria do Castelo e a antiga Casa da Câmara;
  2. A cerca da vila: tem planta irregular e era reforçada originalmente por diversas torres; aqui rasgavam-se três portas associadas a três torreões;

A Porta da Vila, em arco quebrado, faz a ligação entre entres dois núcleos. De grandes dimensões, esta porta é enquadrada por dois torreões de planta quadrada. Destaca-se a inscrição da pedra de armas de D. Dinis

39 Visualizações 1 Total
39 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.