Parque Estadual do Itacolomi

O Parque Estadual do Itacolomi, localizado nos municípios de Mariana e Ouro Preto, no Estado de Minas Gerais, Brasil, é um dos mais antigos parques de Minas. Criado em 1967, o parque abriga o Pico do Itacolomi, numa região que serviu de berço da colonização mineira. Com 1.772 metros de altitude, o Pico era ponto de referência para os antigos viajantes da Estrada Real, que o chamavam de “Farol dos Bandeirantes”. A palavra Itacolomi vem da língua tupi e significa “pedra menina”.

Pelo Parque passaram expedições em busca do ouro das Gerais, iniciadas no início do século XVIII, pelo bandeirante paulista Antônio Dias. O patrimônio está preservado desde então, dando ao visitante uma real visão da paisagem contemplada pelos antigos viajantes destes caminhos.

O Parque possui uma área preservada de 7.543 hectares de matas onde predominam as quaresmeiras e candeias ao longo dos rios e córregos. Nas partes mais elevadas, aparecem os campos de altitude com afloramentos rochosos, onde se destacam as gramíneas e canelas de emas. A região também abriga muitas nascentes, escondidas nas matas, que desaguam, em sua maioria, no rio Gualaxo do Sul, afluente do rio Doce.

Diversas espécies de animais raros e ameaçados de extinção podem ser encontrados na unidade de conservação, como o lobo guará, a ave-pavó, a onça parda e o andorinhão de coleira (ave migratória). Também podem ser vistas espécies de macacos, micos, tatus, pacas, capivaras e gatos mouriscos. Levantamentos identificaram mais de 200 espécies de aves, como jacus, siriemas e beija-flores.

572 Visualizações 2 Total
572 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.