Moda

Conceito e história da moda: Moda, vem do latim modus, que significa “modo, forma, maneira, comportamento”, designa um determinado gosto, maneira de viver…

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

Conceito de Moda

Moda, vem do latim modus, que significa “modo, forma, maneira, comportamento”, designa um determinado gosto, maneira de viver e de vestir, uma tendência de consumo de um determinado período de tempo e lugar, num determinado contexto político, social e sociológico.

“ A moda não existe apenas nos vestidos; a moda está no ar, é o vento que a traz, nós respiramo-la, pressentimo-la, ela está no céu e no chão, está ligada às ideias, aos costumes, aos acontecimentos.” – Coco Chanel (Charles-roux, 2007; p.11)

É um estilo de vida, uma forma de agir, de viver, de pensar e de vestir. É a ilustração da nossa sociedade, o reflexo da evolução cultural e do comportamento social do ser humano. A moda é uma consequência da necessidade humana de ser diferente, da promoção do individualismo humano, do culto do “eu”, conciliando o conflito do “eu” individual com o “eu” social.

Moda é muito mais do que a simples renovação de roupa e acessórios, é a renovação e criação de valores e conceitos, é a construção de uma maneira de ser individual e em grupo. Uma linguagem não-verbal composta por diversos estilos, influenciados e marcados pelos diferentes tempos e movimentos culturais que influenciam a sociedade.

O reflexo da evolução sócio-cultural do comportamento humano, a ponte de ligação entre o vestuário e os diferentes períodos da história.

A moda e a história andam de mãos dadas, influenciando-se mutuamente desde os primórdios da nossa história com seres humanos. Mas o conceito de moda tal como o que conhecemos hoje, só começou a desenvolver-se no final da Idade Media, em França com o exuberante e excêntrico reinado de Luís XIV.

Louis_XIV_of_France

Luís XIV, de França

Luís XIV é considerado o criador do luxo, do status e da sofisticação, com ele também nasceu o conceito de Alta-costura e a primeira Escola de Moda do mundo. É graças ao seu reinado, que ainda hoje consideramos França como o centro da Moda e Paris a sua capital.

Mas o que é a palavra Moda, como expressão verbal, só começou a ser utilizada no século XVII, com o reinado de Maria Antonieta, quem acabaria por ficar na história, além de por muitos outros motivos, conhecida como o primeiro Ícone da Moda. Na história da moda Maria Antonieta é sinónimo de glamour, opulência e especialmente de inovação, marcando e inspirando até aos dias de hoje, o que conhecemos por moda, design, beleza e estilo.

Durante este período o conceito de Moda, as tendências no que diz respeito ao modo de vestir, de pentear, de agir e de se comportar, era marcada e definida pela realeza e pela nobreza.

Mas no final do século XVIII, princípios do século XIX, com a Revolução Industrial, iniciada em Inglaterra e com produção em larga escala de bens de consumo, como roupas, tecidos e calçados, a moda deixa de ter um carácter artístico/artesanal de luxo e passa a ser um bem de consumo standardizado e universal.

Voltando mais tarde, a partir do início do século XX, a ter um carácter mais exclusivo e de status social, com o surgimento do que conhecemos hoje como design de moda. É neste momento, que os desenhadores, estilistas começam a assinar as suas roupas e as suas colecções e surgem os primeiros nomes relevantes para a historia da moda, como Jean Patou, Coco Chanel, Guccio Gucci, Christian Dior e Yves Saint Laurent.

A Moda e a sua definição está constantemente associada ao estilismo e ao design de moda, integrando-a no que se denomina como a Industria da Moda e realmente, o estilismo e o design são elementos integrantes da moda, mas cada qual tem um papel e uma definição própria.

Hoje a indústria da moda, no que diz respeito ao design e à apresentação de coleções, divide-se em três áreas distintas, Alta-Costura e Prêt-à-porter, com a apresentação de duas coleções anuais (Primavera-Verão e Outono-Inverno) e Fast-Fashion, com a apresentação sistemática e continua de colecções. Algumas das marcas que adoptaram a estratégia Fast Fashion, como a Zara e H&M, chegam a criar e apresentar uma nova colecção de duas em duas semanas.

Mas actualmente, a realidade é que já não são os designers e as marcas que definem as modas, hoje, dessa colecções e tendências que são apresentadas pelas grandes marcas, quem realmente define o que vai ser Moda, são as celebridades, sejam elas do mundo do cinema ou da musica, it girls ou bloggers do street style mundial. São elas e eles que hoje definem e influenciam a sociedade sobre o que está ou não na moda, o que é ou não é Moda.

No fundo, a moda é um fenómeno complexo e revolucionário, que não se limita aos ditos produtos de moda, mas sim abrange todos os campos de acção e comportamento do ser humano como animal social. Funciona por ciclos semestrais de tendências diferenciadoras que se expressão através de cores, estilos, texturas que variam rapidamente, resultando numa necessidade de estar sempre actualizado, em sintonia com o mundo e as suas mudanças.

A moda é um sistema activo e dinâmico que tem o passar do tempo, como principal aliado, porque tal como um dia definiu Coco Chanel, “A Moda é feita para passar de Moda.” («Fashion is made to became unfahionable») (Tarrant e Jolles, 2012; p.21)

721 Visualizações 1 Total

References:

CHARLES-ROUX, Edmonde. (2007). A Era Chanel. São Paulo: Cosac Naify

TARRANT, Shira & JOLLES, Marjorie. (2012). Fashion talks: Undressing the Power of Style. New York: Suny Press

 

721 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.