Cortina de Ferro

O que é a Cortina de Ferro; que países estão para lá da cortina de ferro; quando surgiu e qual origem da expressão…

O que é a Cortina de Ferro

‘Cortina de Ferro’ era uma expressão usada durante o período da ‘Guerra Fria’ para designar as fronteiras na Europa que separavam os países comunistas alinhados com a URSS (Alemanha de Leste, Polónia, Checoslováquia, Hungria, Roménia e a própria URSS), bem como a Jugoslávia e a Albânia (estes também comunistas mas não alinhados com a URSS), dos restantes países alinhados com os Estados Unidos ou neutros (Alemanha Ocidental, Reino Unido, França, Itália, Espanha, Portugal, Países Baixos, Luxemburgo, Bélgica, Dinamarca, Irlanda, Suíça, Áustria, Suécia, Finlândia e Noruega). A expressão pretendia indicar a falta de mobilidade de ideias ou de conhecimentos e a dificuldade de movimento de pessoas e de bens de e para os países comunistas que estavam ‘para lá’ desta linha divisória e que separava a Europa em duas: a ‘Europa Ocidental’ e a ‘Europa de Leste’.

Países de Leste e Países Ocidentais

Países de Leste:

  • URSS (atualmente dividida em vários países, entre os quais Rússia, Ucrânia, Letónia, Estónia, Lituânia, Bielorússia, Moldávia e Arménia)
  • Alemanha de Leste (atualmente integrada na Alemanha)
  • Polónia
  • Checoslováquia
  • Hungria
  • Roménia
  • Jugoslávia
  • Albânia

Países Ocidentais

  • Alemanha Ocidental
  • Reino Unido
  • França
  • Itália
  • Espanha
  • Portugal
  • Países Baixos
  • Luxemburgo
  • Bélgica
  • Dinamarca
  • Irlanda
  • Suíça
  • Áustria
  • Suécia
  • Finlândia
  • Noruega

Fundamentação Histórica da Expressão

A expressão foi utilizada pela primeira vez em março de 1946 pelo Primeiro Ministro inglês Winston Churchill num discurso proferido em Fulton, no Missuri, e em que disse “De Szczecim, no Báltico, a Trieste, no Adriático, desceu sobre o continente uma cortina de ferro”. Neste discurso, Churchill alertava para a divisão na Europa que se seguiria após o fim da Segunda Guerra Mundial. E, de facto, a cisão entre os dois blocos foi intensa quer ao nível político e diplomático, quer ao nível económico, quer ao nível militar. Foram inclusivamente criadas várias barreiras físicas criadas, sendo a mais famosa o Muro de Berlim que dividiu fisicamente esta cidade alemão em duas, entre os anos de 1961 e 1989, ano em que foi derrubado, dando início ao fim da Guerra Fria.

Com a queda do Muro de Berlim em 1989 e o desmembramento da URSS em 1991, que levou ao fim da Guerra Fria e à mudança de regime político nos até aí países comunistas europeus, a expressão deixou de fazer sentido e, por isso, deixou também de ser utilizada para designar a separação dos ‘países de leste’ dos ‘países ocidentais’.

 

420 Visualizações 1 Total
420 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.