Federação Cinológica Internacional (FCI)

A Federação Cinológica Internacional (FCI) é a organização canina mundial (…)

Federação Cinológica Internacional (FCI)

A Federação Cinológica Internacional (FCI) (Fédération Cynologique Internationale) é a organização canina mundial.

Sediada na cidade de Thuin na Bélgica, a FCI conta atualmente com 95 países membros e parceiros,  reconhecendo um total de 344 raças de cães, sendo cada uma delas a “propriedade” de um país específico. Cada uma dessas raças possui um standard (ou padrão) estabelecido pelo país “proprietário” e aprovado pela FCI.

Os objetivos principais da Federação Cinológica Internacional (FCI) são o reconhecimento e a divulgação a nível internacional das raças caninas e a promoção da criação de raças puras com base em regras previamente estabelecidas de forma a assegurar a sua boa saúde e aspeto morfológico.

Os membros da FCI são Organizações Caninas Nacionais (OCN), sendo que cada país é representado por uma única OCN. Além do mais, a FCI possui acordos com o Kennel Club (Reino Unido), o American Kennel Club (EUA) e o Canadian Kennel Club (Canadá) garantido o seu reconhecimento mútuo.

Génese

A Federação Cinológica Internacional (FCI) foi criada no decorrer do Congresso Cinológico de Paris a 22 de Maio de 1911. Foram 5 os países fundadores, cada qual representado pela OCN respetiva:

– Alemanha (Kartell für das Deutsche Hundewesen y Die Delegierten-Commission)

– Áustria (Österreichischer Kynologenverband)

– Bélgica (Société Royale Saint-Hubert)

França (Société Centrale Canine de France)

– Países-Baixos (Raad van Beheer op Kynologisch Gebied in Nederland)

Foram decididos, nessa altura, princípios ainda em vigor atualmente, nomeadamente os estatutos da FCI e o reconhecimento mútuo dos afixos (nomes que identificam os criadores) pelos membros da FCI.

No entanto, o despoletar da Primeira Guerra Mundial pôs fim à recém criada federação.

A sua reconstituição só se deu em 1921, por iniciativa da Bélgica e da França. Juntaram-se rapidamente os Países-Baixos, a Espanha (Real Sociedad  Canina en España) e a Itália (Ente Nazionale della Cinofilia Italiana).

Desde então, a FCI cresceu em número, sendo constituída atualmente por membros vindos dos 5 continentes.   

Estrutura e funções

Assembleia Geral – É o órgão supremo e legislativo da FCI. É constituída pelos membros de pleno direito e reúne-se a cada dois anos sob a direção do Presidente. A competências principais da Assembleia são a aprovação dos relatórios e planos de atividades, a admissão ou exclusão de membros após pedido prévio do Comité Geral, a constituição de comissões e o reconhecimento de novas raças a título definitivo assim com a aprovação dos standards respetivos.

Comité Geral – É o órgão executivo da FCI.  As suas competências principais são a implementação das decisões da Assembleia Geral, a aprovação a título provisório de novas raças e dos seus respetivos standards, a aprovação das modificações nos standards das raças e atribuição de tarefas às comissões.

Comissões – São os órgãos consultivos da FCI.  

As comissões obrigatórias são duas, a Comissão Científica e a Comissão de Standards, responsáveis respetivamente pelos aspetos da saúde na criação de cães e pelo reconhecimento das raças caninas e seus respetivos standards.

As comissões facultativas são 21. Cada membro e parceiro contratual designa as comissões facultativas nas quais deseja ter um representante.

Secretariado-Geral – É responsável pelo trabalho administrativo. As suas atividades principais são o processamento dos resultados das exposições de beleza e concursos internacionais e atribuição dos respetivos certificados, a proteção dos afixos a nível internacional e a atualização, tradução e publicação dos standards e dos regulamentos nos 4 idiomas oficiais da FCI (inglês, francês, alemão e espanhol).

1225 Visualizações 1 Total

References:

  • Cpc.pt. (2017). Clube Português de Canicultura. [online] Available at: http://www.cpc.pt/ [Accessed 15 Dec. 2017].
  • Fci.be. (2017). Fédération Cynologique Internationale. [online] Available at: http://www.fci.be/en/ [Accessed 15 Dec. 2017].
  • Hedhammar, Å. and Indrebø, A. (2011). Rules, regulations, strategies and activities within the Fédération Cynologique Internationale (FCI) to promote canine genetic health. The Veterinary Journal, 189(2), pp.141-146.
1225 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.