Deserto

Descrição do bioma Deserto, as suas principais características, a fauna e flora presentes neste ambiente e alguns exemplos…

Deserto – descrição do ambiente 

deserto

Deserto é a designação atribuída a um dos biomas que existe no planeta, sendo um dos mais comuns. Este ecossistema caracteriza-se por uma grande extensão de terreno muito árida, devido à fraca precipitação. A sua vegetação é bastante escassa encontrando-se distribuída a grande distancia entre si. Em termos geológicos, estes ecossistemas são relativamente recentes, sendo consequências de alterações climáticas que ocorrem naturalmente.

Estes podem ser muito quentes e secos, como o Saara, ou muito frios, como por exemplo os desertos polares. Os cientistas divergem quando se fala na designação de deserto, pois aqueles que tomam a evapotranspiração como característica para a sua designação, assumem que os desertos frios não podem fazer parte da classificação devido à baixa capacidade de evaporação que aí se faz sentir.

Características

deserto

A sua principal característica seja ele quente ou frio é a falta de precipitação. Isso não implica que não chova num deserto, no entanto, a quantidade de chuva é diminuta quando comparados com outras regiões do mundo. A sua capacidade para manter vida é baixa, mas é possível encontrar tanto plantas, como animais devido à capacidade adaptativa dos seres vivos a ambientes mais extremos. Um ser vivo que habite num deserto tem que se adaptar a temperaturas extremamente altas durante o dia e extremamente baixas durante a noite.

A vegetação existente encontra-se dispersa por grandes áreas, inserida num solo árido e seco, muitas vezes rochoso, difícil de colonizar. A ausência de água é também um fator para a baixa densidade populacional deste ecossistema.

Os desertos são ecossistemas naturais causados pela erosão dos solos provocada pelos ventos, a ocorrência de uma variação extrema de temperatura, assim como por vezes a presença de solos com elevado nível de sal (desertos quentes).

Os climas (biomas) que podemos encontrar no planeta surgem devido a condições atmosféricas ou geográficas, como por exemplo, alguns desertos surgem devido à ocorrência de barreiras de chuva que impedem a ocorrência de elevada precipitação nessas regiões ou devido a estarem bastante distantes de uma fonte de água.

No entanto, em alguns casos acreditasse que os desertos surgiram devido à ação do ser humano, particularmente pela destruição de florestas e degradação dos solos.

As alterações climáticas e o aquecimento global têm contribuído para o aumento da área de deserto presente no planeta. Estes vão alterando as suas fronteiras consoante as estações do ano, no entanto, o aumento da sua área é real, pois a quantidade de precipitação tem diminuído, visto as alterações climáticas provocarem perturbações no funcionamento normal dos ecossistemas.

A presença humana não é comum nestes habitats, mas alguns povos fazem destes habitats a sua casa, como os beduínos, os índios entre outros, que ao longo de gerações adaptaram o seu estilo de vida ao deserto, geralmente vivem em regiões de oásis ou em caravanas que atravessam o deserto.

Recursos

Os recursos minerais nesta zona podem ser bastante abundantes, assim como os recursos biológicos. Apesar do que aparentam, os desertos possuem uma grande diversidade de seres vivos, sendo que a sua maioria são seres notívagos, pois durante o dia estes ambientes possuem um grau de insolação muito intenso.

Os principais recursos presentes num deserto são alguns arbustos, especialmente adaptados a um ambiente extremo. Em alguns casos, as principais plantas existentes num deserto quente são espécies suculentas que conseguem acumular água, de que os catos (apenas presentes nos desertos americanos) são um exemplo.

Os catos e plantas suculentas são espécies perenes pelo que conseguem, devido a um intenso e extenso sistema radicular, manter-se vivas em condições adversas presentes nos desertos. As suas folhas transformaram-se em espinhos para evitar a perda de água, e o seu caule apresenta cloroplastos, sendo o responsável pela realização da fotossíntese.

Muito raramente surgem árvores, pois não existe água suficiente para as sustentar, mas podem existir pequenos arbustos ou árvores de baixo porte e gramíneas distanciadas entre si. No entanto, durante a época das chuvas, que ocorre com pouca frequência, as sementes que se encontram no solo germinam e o deserto floresce, com flores de vida curta.

Os principais elemento de fauna que se podem encontrar no deserto são roedores de pequenas dimensões, repteis, insetos e alguns mamíferos de porte médio, que se movimentam mais durante o crepúsculo e a noite, mantendo-se a dormir ou escondidos durante o dia.

Estes ambientes são propícios à formação de fósseis devido as características de temperatura, humidade presentes que favorecem a decomposição e preservação dos seres vivos sobre essa forma. Além de fósseis, estas condições permitem também preservar objetos produzidos pelo ser humano há centenas ou mesmo milhões de anos.

Diferentes deserto

O maior deserto quente do planeta é o deserto do Saara no continente Africano possuindo uma extensão de 90000000 quilómetros quadrados.

Deserto da Arábia, no continente Asiático, apresenta uma superfície em quilómetros quadrados de 1300000 .

Deserto do Kalahari no continente Africano atinge dimensões na ordem 580000 quilómetros quadrados.

Deserto de Sonora na América do Norte possui cerca de 310800 quilómetros quadrados de superfície.

Deserto do Atacamo no Chile, atinge os 140000 quilómetros quadrados de superfície.

Deserto de Tengger China, com uma área de superfície com cerca de 36700 quilómetros quadrados.

Exemplos de desertos frios

Deserto da Antártida, no continente Antártico com uma superfície de 14000000 quilómetros quadrados.

Deserto de Gobi no continente Asiático atinge dimensões de superfície na ordem dos 1125000 quilómetros quadrados, sendo que nos invernos este deserto pode atingir temperaturas muito baixas.

194 Visualizações 1 Total

References:

(2012). Biomas Terrestres: Deserto. Observatório socioambiental. Consultado em : Janeiro 31 2019, em http://www.observatoriosocioambiental.org/2012/05/grandes-biomas-da-terra-deserto.html

Serafim, Teresa Sofia (2018) O deserto do Sara está a expandir-se. Alterações climáticas. Publico online. Consultado em : Janeiro 31 2019, em https://www.publico.pt/2018/03/30/ciencia/noticia/o-deserto-do-sara-esta-a-expandirse-1808479

(2018) Deserts WWF Report Reveals Staggering Extent of Human Impact on Planet. Consultado em : Janeiro 31 2019, em https://www.worldwildlife.org/habitats/deserts

Deserts. National Geographic. Consultado em : Janeiro 31 2019, em https://www.nationalgeographic.com/environment/habitats/deserts/

194 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática