Cactaceae, Família (Cactos)

Descrição da família Cactaceae, as suas principais características, locais onde se encontram distribuídas, assim como os seus principais usos…

Descrição da Família Cactaceae

cactaceae

 

Cactaceae (Cacto)
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
 Plantae Magnoliophyta Magnoliopsida Carophyllales Cactaceae

 

Distrib. Geográfica Estatuto Conserv. Habitat Necessidades Nutricionais
 Longevidade
 América do Norte, floresta tropical  Algumas espécies em perigo  Deserto e floresta tropical  nenhuma em especial cerca de 300 anos

 

Características Físicas
Anatómicas  Caule com função de folha, muito suculento, geralmente cilindrico coberto de espinhos
Tamanho  No máximo pode atingir alturas que rondam os 20 metros
 geralmente associado a climas secos, pode também ser encontrado nas florestas tropicais chuvosas como epífitas

 

Cactaceae é a designação atribuída à família dos cactos. Considerada uma das maiores famílias de angiospérmicas dicotiledónias, possui quase 90 géneros e cerca de 1500 espécies. Esta família está incluída na ordem Caryophyllales, pertencente à classe Magnoliopsida e ao filo/divisão Magnoliophyta.

Todos os membros da família Cactaceae são suculentas, mas nem todas as suculentas são cactos, como é o caso dos membros do género Aloe e dos membros da família Euforbiaceae. A família Cactaceae é muitas vezes confundida com a família Euforbiaceae, que reúne um elevado número de suculentas, no entanto, estas não podem designar-se por cactos.

Ambas as famílias, assemelham-se não só pelo seu aspecto, pois ambas possuem um elevado número de espinhos e caules cilíndricos, mas também pela sua preferência por ambientes xerófitos. A principal diferença entre estas duas famílias está nas distintivas flores produzidas pela família Cactaceae, assim como a ausência de produção de látex.

Principais características:

As espécies da família Cactaceae caracterizam-se pelas suas adaptações a ambientes áridos, vivendo pouco mais do que 300 anos. A sua maioria são espécies suculentas (apresentam tecidos que lhes permitem conservar água- parênquima), no entanto, existem alguns exemplares arbustivos, assim como epífitas. As estruturas radiculares são geralmente longas permitindo atingir maiores distancias, na horizontal, em busca de água.

Os seus caules apresentam acumulação de água, tornando-os em estruturas suculentas. A sua modificação caulinar designa-se por cladódio, caracterizando-se por uma estrutura colunar, muitas vezes segmentada. O seu tamanho pode variar de pequenos centímetros até vários metros de altura, dependendo da espécie e do ambiente onde se encontram. Tanto as flores como os espinhos dos cactos surgem de uma estrutura denominada por areolas.

Os pigmentos fotossintéticos destes indivíduos localizam-se geralmente no caule e não nas folhas, ao contrário da maior parte das plantas. Isto deve-se ao reduzido tamanho das suas folhas, o que as impede de realizar a fotossíntese. A maior parte dos cactos apresenta um metabolismo fotossintético do tipo CAM, isto é, absorvem CO2 à noite de forma a conservar água, utilizando esse CO2 durante o dia para a realização da fotossíntese.

As suas folhas apresentam a forma de espinhos muito finos. Estas reduziram a sua área superficial, numa tentativa de conservar água no seu interior e limitar sua perda. Estes espinhos também podem ter como função desencorajar os herbívoros, existindo assim vários tipos de espinhos.

Estas folhas, em forma de espinhos, podem ser rígidas ou flexíveis, sendo a sua quantidade dependente da espécie. Algumas espécies apresentam folhas normais, alternas e simples, frequentemente carnosas.

As inflorescências são geralmente cimosas, compostas por flores bissexuadas, muito coloridas. Estas flores são grandes e apresentam numerosas sépalas no interior do cálice, muitas vezes confundidas com pétalas, passando a denominar-se por tépalas. As flores variam de cor e forma, consoante o género ou a espécie em observação. O ovário é ínfero, geralmente plurilocular, com placentação parietal.

O seu fruto é uma baga ou cápsula carnosa, que possuem um elevado número de sementes. Estes frutos são geralmente suculentos, possuindo uma elevada quantidade de sumo, podendo também apresentar uma elevada quantidade de espinhos, assim como milhares de pequenas sementes.

A polinização das flores dos cactos ocorre normalmente com o auxílio de insectos polinizadores, como algumas abelhas, por algumas espécies de aves ou ainda por algumas espécies de morcegos. A polinização de algumas espécies de cactos é noturna, visto as suas flores fecharem com o amanhecer. A polinização cruzada é necessária para que a formação do fruto ocorra, este não se forma se ocorrer uma autopolinização.

As sementes germinam poucos dias depois da ocorrência de chuvas, no entanto, o seu desenvolvimento e crescimento é bastante lento. As espécies de cactos morrem por diversas razões, sendo comum que a maior parte das plântulas morra passado um ano devido à ocorrência de temperaturas extremamente baixas, ao ponto de congelar, assim como a ocorrência períodos de seca.

 

Distribuição e Utilizações:

Estes indivíduos encontram-se principalmente no Norte do continente americano, preferindo ambientes bastante quentes e secos. A sua distribuição pode estender-se ao Sul da América, colonizando ambientes arenosos, como as dunas de algumas praias, assim como as estepes alpinas. No entanto, existem algumas excepções, dentro desta família, que preferem ambientes quentes e húmidos, surgindo por isso como epífitas nas florestas tropicais.

As espécies da família Cactaceae, quando encontram as condições óptimas, podem tornar-se plantas invasoras, crescendo de forma descontrolada e invadindo o habitat de outras espécies.

A sua distribuição está dependente de condições climáticas muito específicas, dando preferência a dias longos com elevada exposição solar e noites curtas e frias, apresentando por isso elevadas taxas de evaporação.

Uma das maiores espécies de cacto encontra-se nos Estados Unidos e designa-se por Carnegiea gigantea (saguaro), sendo típica do Deserto Sonora, onde cria uma paisagem muito característica, reconhecida por todo o mundo. Esta espécie pode atingir alturas de cerca de 15 metro, havendo espécimes que atingem mais de 20 metros e vivem por centenas de anos, visto possuírem um crescimento muito lento.

Uma das principais utilizações desta família é no paisagismo, principalmente como ornamental, visto às suas formas estranhas e as suas flores coloridas. O interesse em algumas espécies desta família é tão grande que anualmente são vendidos milhões de exemplares por todo o mundo. A sua seiva amarga é muitas vezes utilizada para a produção de bebidas.

Algumas espécies podem ser cultivadas pelos seus frutos, como é o caso da figueira-da-índia (Opuntia ficus-indica). Muitas das espécies selvagens servem de locais de nidificação a diversas espécies de aves, assim como auxiliam na fixação de solos prevenindo a erosão. As raízes de alguns cactos possuem propriedades medicinais, sendo, por exemplo, utilizadas para tratar a diabetes.

8558 Visualizações 1 Total

References:

Basu, S.; Sengupta, R.; Zandi, P.; Cetzal-Ix, W. (2015). Cactaceae: The cactus family. Consultado em: Abril 30, 2016, em  http://www.eoearth.org/view/article/53cebc870cf2d022a359c880

Bruxel, Juliane; Jasper, André. (2005). A família Cactaceae na Bacia Hidrográfica do Rio Taquari, RS, Brasil. Acta Botanica Brasilica, 19(1), 71-79. Consultado em: Abril 30, 2016, em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062005000100008

Zappi, D. (2009). Neotropical Cactaceae: Milliken, W., Klitgård, B. & Baracat, A. (2009 onwards), Neotropikey – Interactive key and information resources for flowering plants of the Neotropics. Consultado em: Abril 30, 2016, em http://www.kew.org/science/tropamerica/neotropikey/families/Cactaceae.htm.

Caryophyllales. (2016). Encyclopædia Britannica. Consultado em: Abril 30, 2016, em http://www.britannica.com/plant/Caryophyllales

8558 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.