Paradigma de Turiel (Modelo de Desenvolvimento Moral)

Apresentação do Paradigma de Turiel (Modelo de Desenvolvimento Moral)… A capacidade de realizar julgamentos morais, e de…

Paradigma de Turiel (Modelo de Desenvolvimento Moral)

A capacidade de realizar julgamentos morais, e de acordo com Nichols, tem também sido abordada ao longo dos tempos na literatura através da distinção feita entre a violação das regras morais e das regras convencionais. Esta tarefa de distinção entre o que é moral e o que é convencional foi iniciada por Turiel, e posteriormente seguida por autores como Smetana e Nucci.

Fazendo uma distinção entre o que é “moral” e o que é “convencional”, num dos seus trabalhos, Turiel aborda as regras morais como englobando o respeito pelo bem-estar e direitos dos outros, e incluindo exemplos como a proibição de matar ou causar dano a outra pessoa. As regras convencionais, por outro lado, dizem respeito à regulamentação e coordenação de ações, e incluem exemplos como a proibição de usar roupas do sexo oposto, ou falar na sala de aula quando não permitido pelo professor.

Nesta perspetiva, e baseando-se em Turiel, Kelly e colaboradores explicam que as regras morais têm força e não são dependentes da autoridade de qualquer indivíduo ou instituição. São também gerais e não apenas locais, sendo aplicadas universalmente. A violação das regras morais, por norma, resulta numa vítima cujos direitos foram violados e, portanto, tal violação é considerada mais grave e punível do que a violação de regras convencionais. Em contraste, as regras convencionais são arbitrárias, e podem ser suspensas ou alteradas por uma autoridade. São locais, sendo que podem ser aplicadas em determinadas comunidades mas não noutras, e a violação destas regras não envolve qualquer vítima pelo que, deste modo, a violação das regras convencionais é considerada menos grave do que a violação das regras morais.

Para Glannon, de uma forma geral, estes dois tipos de regras (morais e convencionais) podem ser consideradas normativamente equivalentes, uma vez que cada uma delas é projetada de forma a inibir a transgressão moral, e para evitar que o indivíduo realize ações que prejudiquem os outros.

896 Visualizações 1 Total
896 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.