Heteronormatividade

A heteronormatividade visa a padronização de apenas uma orientaçao sexual, a heterossexualdidade.

A heteronormatividade visa a padronização de apenas uma orientaçao sexual, a heterossexualdidade. Desta forma, em termos sociais, aqueles que fogem aos padrões, são vistos como não normais e não aceites.

Segundo Souza e Pereira (2013) a heteronormatividade diz respeito à forma como a sociedade está organizada, pela qual, os comportamentos heterossexuais são os que dominam as condutas, o que significa que qualquer comportamento que fuja ao padrão, será imediatamente estigmatizado e colocado de parte.

Alguns autores evidenciam a forma como a heteronormatividade vivida em todas as áreas da sociedade, faz com que indivíduos não heteronormativos sejam vistos como anormais (Silva, & Hartwig, 2011).

É a este tipo de organização social que Souza e Pereira (2013) apelidam como sociedade heteronormativa, ou heteronormatividade.

Construindo modelos nestes contornos, estabelecem-se relações heteronormativas que vão ser estabelecidas em todos os setores, como por exemplo, o plano laboral (Souza, & Pereira, 2013). Em alguns locais de trabalho verificamos que a população LGBT (Lésica, Gay, Bissexual e Trangéner/transsexual), se vê na necessidade de se ajustar para que possa ser aceite, o que, muitas vezes, traz consequências tais como a depressão e outros tipos de perturbação mental (Souza, & Pereira, 2013).

Também em outros âmbitos, como por exemplo, na comunidade escolar, a população LGBT sofre as consequências de não estar dentro dos padrões de uma sociedade heteronormativa, principalmente no caso de homossexuais, onde, muitas vezes, não só são alvo de perseguição como a própria instituição escolar escamuteia a dor e o sofrimento que estes indivíduos sofrem por fugirem à norma (Silv, & Hartwig, 2011).

Deste modo, podemos dizer que a heteronormatividade, ou heterossexismo, visa a existência de apenas um comportamento, identidade ou relacionamento, reprovando os tipos de comportamento que se afastam da norma ou do padrão estipulado (Souza, & Pereira, 2013).

A partir daqui, surgem direitos para pessoas heterossexuais, que, alguns deles, não contemplam a população LGBT, como o casamento e a adoção de crianças (Souza, & Pereira, 2013).

Além destes direitos dados aos heterossexuais e vedados à população LGBT, uma das maiores preocupações em relação à heteronormatividade é o aumento do crime e da violência contra esta população em função da sua orientação sexual (Souza, & Pereira, 2013).

Conclusão

A heteronormatividade esta inserida na sociedade e ao longo da história e de uma forma transversal sendo que pressupõe a aceitação de apenas um tipo de orientação sexual, a heterossexualidade. Desta forma exclui indivíduos que não se estabelecem dentro dos padrões heteronormativos, associados à população LGBT o que acaba por trazer muitas consequências a curto, médio e longo prazo nas suas vidas.

259 Visualizações 1 Total

References:

  • Sousa, E.M, & Pereira, S.J.N. (2013). (RE)PRODUÇÃO DO HETEROSSEXISMO E DA HETERONORMATIVIDADE NAS RELAÇÕES DE TRABALHO: A DISCRIMINAÇÃO DE HOMOSSEXUAIS POR HOMOSSEXUAIS. RAM, REV. ADM. MACKENZIE, V.14, N 4. SÃO PAULO, SP, JUL/AGO. 2013. P. 76-105;
  • Silva, J.M, & Hartwig, M.D. (2011). A cidade dos corpos transgressores da heteronormatividade. Rede Psi. recuperado em 16 de outubro de 2018 de http://www.redepsi.com.br/2011/01/24/a-cidade-dos-corpos-transgressores-da-heteronormatividade/.

 

259 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.