Pneumonia

Descrição da condição médica Pneumonia, as suas caraterísticas, diagnóstico, causas, sintomas e tratamento…

Pneumonia – Descrição da condição médica

Pneumonia é a designação atribuída a uma doença inflamatória que atinge tecidos pulmonares, dificultando as trocas gasosas e consequentemente a respiração. Esta doença é uma das principais causas de internamento hospitalar, podendo tornar-se mortal quando não tratada a tempo. A pneumonia é considerada a principal cauda de morte infantil no mundo.

Uma pneumonia pode ser adquirida no ambiente, de pessoa para pessoa, ou no meio hospitalar, devido à elevada concentração de microrganismos. A realização de determinados comportamentos pode levar à ocorrência da doença, seja por diminuírem a resistência imunitária, seja por tornarem os agentes infeciosos mais resistentes.

A pratica de exercício físico regular, uma alimentação saudável, o abandono de comportamento de risco (tabaco, álcool) e a toma da vacina contra a pneumonia podem prevenir o aparecimento da doença. A idade, o género e a qualidade da saúde são fatores que podem influenciar a probabilidade de se contrair a doença.

Diagnóstico

A auscultação dos pulmões é a forma mais frequente de diagnosticar a pneumonia, pois esta provoca barulhos específicos na região torácica. O estreitamento das vias respiratórias, muitas vezes devido à acumulação de expetoração levam à ocorrência de sons estranhos.

A radiografia torácica e analises clínicas podem dar indicação da presença de infeção, confirmando o diagnostico feito previamente. A idade dos pacientes podem também ser um fator a ter em conta, pois os idosos e as crianças com menos de 5 anos são mais propensas a ficarem com pneumonia, outros grupos predisposto a contrair a doença são pessoas com problemas no sistema imunitário e/ou no sistema respiratório.

Causas

Uma inflamação nos tecidos de parênquima pulmonar que compõem, por exemplo, brônquios e alvéolos pulmonares. A pneumonia caracteriza-se pela presença de um liquido, resultante da infeção, que preenche os alvéolos e os brônquios dificultando as trocas gasosas que ocorrem normalmente nestes órgãos.

A existência de sistemas imunitários frágeis, assim como a pratica de atividades que enfraqueçam as defesas, o tabagismo, a diabetes, problemas cardiovasculares, doenças pulmonares crónicas, facilitam a ocorrência desta doença, pois o tecido pulmonar fica desprotegido. O ar poluído existente nas cidades também é um fator a ter em conta na ocorrência de pneumonias.

A inflamação pode ser causada por diversos microrganismos, entre bactérias (mais comum), fungos, vírus e parasitas. A gravidade da inflamação está dependente da capacidade imunitária do organismo, assim como do tipo e a resistência do agente que provoca a inflamação.

Sintomas

A Pneumonia é principalmente prevalente em crianças e idosos por terem sistemas imunitários mais frágeis, sendo um dos principais sintomas é a tosse com a presença de expetoração. A expetoração pode apresentar uma viscosidade variável, no entanto, em casos de inflamações graves esta apresenta uma expetoração viscosa com uma coloração esverdeada.

Outros sintomas comuns são dor no peito, calafrios, febre e dificuldades em respirar, a infeção pode ocorrer apenas num pulmão ou nos dois ao mesmo tempo.

A respiração é frequentemente ruidosa, ocorrendo muitas vezes a perda de apetite e confusão. A baixa percentagem de oxigénio no sangue, a pressão baixa e a ocorrência de abcesso na região pulmonar, assim como a acumulação de pus entre a região pulmonar e a região torácica podem ser consequências da doença.

Tratamento

O principal tratamento aplicado a esta doença é o uso de antibióticos por via oral, que podem ser mais fortes ou mais fracos, consoante a gravidade da infeção. Os antibióticos são apenas recomendados para tratamento de pneumonias causadas por bactérias, os outros agentes requerem métodos específicos para a sua eliminação do organismo. Os vírus, por exemplo, são tratados com medicamentos antivirais.

Outras medidas recomendadas para o tratamento da pneumonia são o descanso e a ingestão de muitos líquidos, para evitar a desidratação, pneumonias mais severas podem exigir internamento hospitalar. Após o tratamento alguns dos sintomas podem prevalecer durante mais alguns dias, como por exemplo a tosse que demora a desaparecer.

Os antibióticos e os antivirais não devem ser tomados sem aconselhamento médico, pois podem aumentar a resistência dos microorganismos, o que acaba por tornar estas medicações obsoletas.

Além de tratamento pro-ativo, pode ser realizado um tratamento preventivo, com a toma de vacinas, em particular para os grupos de risco (crianças, idosos e prestadores de cuidados de saúde).

120 Visualizações 1 Total

References:

Pneumonia. Department of health and social care. United Kingdom. Consultado em: Março 31, 2019, em https://www.nhs.uk/conditions/pneumonia/

Pneumonia. World heath care. Consultado em: Março 31, 2019, em https://www.who.int/topics/pneumococcal_infections/en/

Crosta, Peter; Marcin, Judith (2017). What you should know about pneumonia. Medical News Today. Healthline Media UK Ltd, Brighton, UK. Consultado em: Março 31, 2019, em https://www.medicalnewstoday.com/articles/151632.php

Jones, Barbara; Dean, Nathan; Wunderink, Richard; Sochkrider, Marianna (2016). What is Pneumonia? Am J Respir Crit Care Med Vol. 193, P1-P2, ATS Patient Education Series. American Thoracic Society

120 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática