Jejum intermitente

Jejum intermitente é um método de emagrecimento.

Jejum intermitente é um dos muitos métodos ou dieta de emagrecimento que existem. Intermitente significa que o indivíduo intercala períodos em que não come nada com outros em que se alimenta. O objetivo maior desse método é proporcionar queima de massa gorda, já que o corpo queima a gordura em estoque.

A quantidade de horas que a pessoa fica em jejum varia. Pode ser de cinco, oito, dez ou mesmo vinte e quatro horas sem se alimentar. Há quem faça o jejum intermitente todos os os dias, mas quem prefira fazer uma ou duas vezes na semana. Os períodos em que o indivíduo come são chamados de janelas de alimentação.

Fora das janelas de alimentação, é recomendado que se beba muitos líquidos sem calorias, como água, chás e cafés não açucarados. O jejum intermitente tem relação com a dieta paleolítica, já que na época paleolítica o ser humano dependia da caça e nem sempre conseguir se alimentar, o que obrigava a realização do jejum involuntariamente.

Vantagens e desvantagens do jejum intermitente

jejum intermitente

O método do jejum intermitente é um tanto controverso. Primeiramente ele não é indicado para todas as pessoas, uma vez que nem todos podem ficar tanto tempo sem comer. Nem todo mundo consegue se adaptar. Pessoas com dietas ricas em carboidratos ou que estão habituadas a comer de duas em duas horas ou de três em três horas encontram dificuldades para manter períodos longos de jejum.

Outro perigo do jejum intermitente é que ele pode contribuir para que algumas pessoas tenham compulsão alimentar. Isso porque uma vez que o indivíduo está há muito tempo sem comer, há grandes riscos de descontar ou compensar em uma das janelas de alimentação. Isso pode levar a um alto consumo de calorias e a um desequilíbrio na dieta.

Quando o jejum intermitente é feito sem acompanhamento, pode causar variados danos à saúde. Pessoas podem relatar fraqueza muscular, tontura, desidratação, desnutrição, hipoglicemia, entre outros problemas.

Por outro lado, os defensores desse método de emagrecimento apontam que o jejum intermitente traz variados benefícios ao corpo se feito corretamente. Alguns estudos em fase inicial apontam que o método pode ser benéfico ao coração. Isso se deve ao fato de o corpo usar uma determinada substância como fonte de energia quando está em jejum, betahidroxibutirato. Isso faz com que o coração gaste menos energia.

O jejum intermitente atuaria também no controle e na regulação da glicemia. Se feito do modo correto, esse método proporcionaria ainda clareza mental, disposição física. Alguns estudos preliminares apontam que o jejum também pode ser benéfico para a pele. O emagrecimento, normalmente o motivo de alguém que começa a fazer o jejum, ocorre porque quanto mais em jejum uma pessoa estiver, mais quebra de sua gordura corporal ocorrerá.

Sempre que uma pessoa se alimenta, o organismo precisa destinar as calorias (ou energias) para manter o corpo sustentável. Essa energia é absorvida em forma de glicose. É a insulina, portanto, responsável por levar a energia às células. Toda energia não utilizada é armazenada como tecido adiposo, a gordura.

Assim que as energias das células acabam, o corpo recorre ao resto que estava armazenado em forma de gordura. A gordura é quebrada por hormônios em um processo chamado de lipólise. Quando uma pessoa faz jejum intermitente, a quebra de gordura ocorre por mais tempo do que o normal. Portanto, de acordo com os especialistas, é aí que acontece o emagrecimento.

267 Visualizações 1 Total
267 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.