Hidrocele Testicular

Como o próprio nome indica (hidro – água), um hidrocele corresponde ao acumular de líquido dentro de um ou mais testículos. Mais frequente em bebés, esta ocorrência também se pode verificar em adultos, normalmente após um trauma, ou lesão.

Sintomas de Hidrocele Testicular

Como dito anteriormente, a hidrocele testicular é um acumular de líquido na bolsa escrotal, acima do parâmetros considerados normais. Por essa mesma razão, é comum haver algum desconforto e, inclusive, dor.

O testículo afetado costuma apresentar uma volumetria maior e em adultos pode ser um fator de risco para lesões, traumas ou mesmo doenças infeciosas, como as DST (doenças sexualmente transmissíveis). Pode, também, em situações menos comuns, verificar-se um hidrocele em ambos os testículos.

Nos recém-nascidos, os sintomas são os mesmo e estão associados à dor e ao chorar do bebé. Além disso, é mais facilmente diagnosticado e pode, inclusive, estar associado a um testículo retrátil (testículo que desceu para o escroto, ao contrário da criptorquidia em que o mesmo não chega a descer, mas que pode voltar a subir para a região do abdómen).

Hidrocele testicular em bebés

A hidrocele testicular em recém-nascidos costuma desenvolver-se antes do parto, uma vez que, durante o desenvolvimento dos fetos, os testículos ficam situados no abdómen e, posteriormente, descem para o saco escrotal. Quando se origina este processo, mais precisamente desde o retroperitónio até o saco escrotal, é comum o testículo carregar consigo algumas camadas de peritónio – massa que reveste o abdómen. Posteriormente, a bolsa escrotal costuma fechar-se. Porém, quando isto não acontece, a probabilidade de se desenvolver um hidrocele é maior.

Ainda assim, e apesar e poder causar bastante dor, em recém-nascidos é comum a hidrocele desaparecer no espaço máximo de um ano.

Hidrocele testicular em adultos

Normalmente em adultos, a hidrocele costuma desaparecer no espaço de meio-ano (6 meses), sendo unicamente aconselhável um processo cirúrgico quando a volumetria do testículo é excessivamente grande, causa demasiado desconforto, ou quando se prolonga durante muito tempo.

Apesar de poder estar associado a outras doenças, como as DST, a hidrocele em si – isolada – não representa, normalmente, um perigo, pelo que não costuma prejudicar a fertilidade de um homem. Para além de traumas e ou lesões, outro fator comum de risco é uma possível complicação pós-cirúrgica ao tratamento de um varicocele (uma espécie de variz na zona testicular).

Diagnóstico

Para ser diagnosticado com um hidrocele, deve dirigir-se a um dos seguintes especialistas: médico de família/ clínico geral, urologista, pediatra e um especialista de medicina interna.

Utilizando luz ultra-violeta dirigida diretamente ao testículo, o médico consegue normalmente verificar se, efetivamente, há ou não um hidrocele. Porém, o mesmo pode pedir uma ecografia escrotal ou outro tipo de exames para garantir o diagnóstico. Também é comum, o mesmo requesitar exames para analisar a possibilidade do paciente ter contraído doenças sexualmente transmissíveis, uma vez que os hidroceles estão, com frequência, associados a orquites, epididimites, hérnias inguinais, traumatismos ou filarioses.

Cirurgia

Só se costumam fazer cirurgias em casos de demasiado desconforto, caso o testículo esteja demasiado inflamado (podendo causa desfiguração), ou quando a duração do hidrocele ultrapassa, em escala considerável, o tempo limite aceitável (meio ano para adultos e um ano para recém-nascidos).

A cirurgia é feita com anestesia geral e dura, somente, alguns minutos, pelo que no próprio dia, o doente costuma ter alta. A aspiração, com anestesia local, também é outra possibilidade, menos invasiva, mas normalmente com maior probabilidade de recaída, pelo que é usada menos vezes.

Outros tratamentos

Normalmente, não há um tratamento não cirúrgico específico para tratar os hidroceles, uma vez que costumam desaparecer naturalmente com o desenrolar do tempo. Porém, uma posição favorável para a absorção do líquido, anti-inflamatórios para as dores e inchaços, bem como gelo, costumam aliviar os sintomas.

765 Visualizações 1 Total

References:

Hidrocele Testicular: Sintomas, tratamentos e causas. Minha Vida.  Disponível em: http://www.minhavida.com.br/saude/temas/hidrocele-testicular. Consultado em 05/05/2018

Testículo Inchado pode ser Hidrocele. TuaSaúde. Disponível em: https://www.tuasaude.com/hidrocele/. Consultado em 05/05/2018

 

765 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.