Mcgregor, Douglas (1906-1964)

Apresentação da vida e obra de Douglas Mcgregor. Seus principais contributos para a gestão…

Vida e Obra de Douglas Mcgregor

Douglas McGregor foi, segundo diversos analistas, o autor que publicou a obra mais completa sobre as motivações humanas. Duas das suas obras mais importantes são e Motivationand Personality e The Human Side of Enterprise, publicados em 1954 e 1960, respectivamente..

Na sua teoria, McGregor identificou dois conjuntos de suposições antagónicas que são feitas aos trabalhadores, as quais servem de base a qualquer teoria de como liderar pessoas dentro de uma organização:

  • Teoria X: As organizações partem do pressuposto de que as pessoas têm aversão ao trabalho e à responsabilidade, preferindo ser dirigidas e, por isso, devem ser controladas e motivadas pela coação, pela punição, pelo dinheiro ou pelos elogios. Estes pressupostos correspondem à concepção mecanicista dos trabalhadores utilizada pela Escola Clássica e levam as organizações a colocar a ênfase na satisfação dos factores higiénicos definidos por Herzberg.
  • Teoria Y: Parte-se da hipótese de que as pessoas são criativas e competentes e consideram que o trabalho é tão natural como a diversão ou o descanso. Assim sendo, sob condições correctas (como sejam a justiça do que recebem em troca do que oferecem à organização) desejam trabalhar, daí que é fundamental proporcionar-lhe condições para o seu desenvolvimento pessoal, ou seja, colocar a ênfase nos factores motivacionais de Herzberg. Estes pressupostos constituem a base da chamada Administração Participativa.

Sobre os factores que afectam a motivação, McGregor estabeleceu uma distinção entre o que denominou de “factores extrínsecos” e de “factores intrínsecos”:

  • Factores extrínsecos: Estão associados à satisfação das necessidades inferiores de Maslow e aos factores de higiene de Herzberg, e podem ser controladas a partir de “fora” do indivíduo através, por exemplo, de compensações, incentivos, castigos ou privações. Segundo McGregor, as teorias da gestão baseadas na Teoria X limitam-se a satisfazer este tipo de necessidades.
  • Factores intrínsecos: Estão associados à satisfação das necessidades superiores de Maslow e aos factores motivadores de Herzberg, e são propriedade do próprio sistema humano: apenas são satisfeitas em resultado do seu próprio esforço e estão inerentes ao desenvolvimento da actividade. Assim, os líderes devem, não apenas motivar através de estímulos externos (ou incentivos), mas também criar condições para que cada trabalhador se auto-motive pelos resultados intrínsecos das acções por si desenvolvidas.
1120 Visualizações 1 Total
1120 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.