Países em Desenvolvimento

O que são países em desenvolvimento; o que distingues países em desenvolvimento de países desenvolvidos; economias subdesenvolvidas e economias emergentes…

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

Conceito de países em desenvolvimento

Países em desenvolvimento é uma das designações comummente dadas aos países que apresentam um conjunto de características económicas e sociais desfavoráveis mas em transição para novos estádios de desenvolvimento. Não existe contudo uma definição oficial para este conjunto de países pelo que a inclusão ou não de um país no conjunto de países em desenvolvimento não obedece a critérios rigorosos e absolutos. Ainda assim é usual classifica como países desenvolvidos a maioria dos países da Europa Ocidental na Europa, os Estados Unidos da América e o Canadá na América do Norte, o Japão e a Coreia do Sul na Ásia e a Austrália e Nova Zelândia na Oceania, e como países em desenvolvimento todos os restantes.

.

Países em desenvolvimento vs. países desenvolvidos

São vários os aspetos quer de ordem económica, quer social, que distinguem os países desenvolvidos dos países em desenvolvimento, destacando-se os seguintes:

Estrutura produtiva: Enquanto nos países desenvolvidos são produzidos todos tipos de bens e de serviços, nos países em desenvolvimento a diversidade da produção é muito menor, estando geralmente muito dependentes da produção de um número muito reduzido de bens, e por isso muito dependentes de fatores conjunturais.

Domínio económico: Nos países desenvolvidos a economia e os interesses económicos privados tem um peso muito grande nas instituições e no próprio poder de decisão, enquanto nos países em desenvolvimento é política (e até mesmo a religião) que assume esse papel.

Ciência e tecnologia: Os países desenvolvidos caracterizam-se por um forte desenvolvimento científico e tecnológico, existindo elevados investimentos público e privados em investigação e desenvolvimento, o que não acontece com a mesma intensidade nos países em desenvolvimento.

Modelos de produção: Nos países desenvolvidos há tendência para um tipo de agricultura e de pecuária mais intensiva e de modelos de produção industrial mais automatizados e de capital intensivo, enquanto nos países em desenvolvimento predomina a agricultura extensiva e uma indústria mais mão-de-obra intensiva e pouco mecanizada.

Meios de transporte e comunicações: Nos países desenvolvidos existe um grande desenvolvimento dos transportes e das comunicações, quer sejam elas rodoviárias, ferroviárias, aéreas, fluviais ou marítimas, enquanto nos países em desenvolvimento existem grandes limitações.

Alfabetismo / analfabetismo: Nos países desenvolvidos existe um elevado grau de alfabetismo, com uma elevada percentagem de adultos a possuírem formação de nível médio e superior, enquanto nos países em desenvolvimento persiste ainda um elevado número de analfabetos.

Nível de vida: O rendimento per-capita, as condições de alimentação, habitação, saúde e saneamento básico são mais elevadas nos países desenvolvidos do que nos países em desenvolvimento.

População urbana vs. rural: Nos países desenvolvidos o parte da população a viver em cidades é maior do que a parte que vive no campo, enquanto nos países em desenvolvimento acontece o inverso.

Crescimento populacional: Nos países desenvolvidos verifica-se uma extremamente baixa taxa de natalidade e, por isso, um reduzido crescimento populacional, verificando-se o inverso na generalidade dos países em desenvolvimento.

.

Países subdesenvolvidos e países emergentes

Instituições como a ONU e o FMI dividem os países em desenvolvimento em diferentes graus consoante o desenvolvimento económico, nomeadamente em economias emergentes e economias subdesenvolvidas.

paises-em-desenvolvimento

Segundo esta divisão, enquanto os países com economias emergentes saíram já de um estádio de estagnação e encetaram um rápido processo de industrialização, muitas vezes sustentada pelos países mais desenvolvidos (como são os casos da China, da Índia, do Brasil, do México, entre muitos outros), os países com economias subdesenvolvidas têm ainda grande parte da sua população ativa empregue numa agricultura muito pouco produtiva ou em serviços marginais.

Além do nível de industrialização, a ONU aponta diversas outras diferenças entre economias subdesenvolvidas e economias emergentes, as quais são sintetizadas no seguinte quadro:

Economias Subdesenvolvidas Economias Emergentes
  • Baixo nível de industrialização e prática de uma agricultura de subsistência
  • Dependência económica, política e cultural em relação aos países desenvolvidos
  • Grandes limitações tecnológicas e baixo nível de conhecimento científico
  • Cidades com crescimento muito rápido, rodeadas por bairros muito pobres e miseráveis
  • Nível de vida da população muito baixo
  • Crescimento populacional muito elevado
  • Crescimento do nível de industrialização (por vezes com investimento estrangeiro)
  • Autonomia económica política e cultural relativamente aos países desenvolvidos
  • Investimento em tecnologia e na ciência, geralmente com o apoio de países desenvolvidos
  • Tendência para a diminuição da pobreza e crescimento da classe média
  • Desenvolvimento das infra-estruturas de transportes e de comunicações
  • Investimento estrangeiro muito significativo
2544 Visualizações 1 Total

References:

http://www.un.org/en/development/desa/policy/wesp/wesp_current/2012country_class.pdf

2544 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática