Stevie Wonder

Stevie Wonder, o cantor e compositor de soul, pop, e R&B, é um autêntico ícone musical ainda em atividade.

Nascimento: 13 de Junho de 1950

 

Ocupação: Músico e Compositor Americano

 

 

Vida e Obra

Stevie Wonder

Stevie Wonder

Stevie Wonder, o cantor e compositor de soul, pop, e R&B, é um autêntico ícone musical ainda em atividade. Tem influenciado várias gerações de músicos, tendo sido agraciado com um sem número de prémios e distinções, entre os quais se incluem mais de vinte Grammys, um Grammy pela sua longa e fértil carreira musical, e produzindo uma enormidade de hit singles.

Nascido Steveland Hardaway Judkins, o seu último nome foi alterado para Morris depois da sua mãe se casar. Apesar de ter ficado cego pouco tempo depois do nascimento, Wonder foi uma criança prodigiosa e autodidata, aprendendo a tocar por conta própria vários instrumentos antes do seu décimo aniversário. Acabaria por ser descoberto em inícios da década de 60, gravando os seus primeiros álbuns com a editora Motown em 1962, particularmente The Jazz Soul of Stevie Wonder e Tribute to Uncle Ray. O primeiro hit single de Wonder chama-se “Fingertips”, e faz parte do álbum de 1963 intitulado Recorded Live: The 12-Yeal-Old-Genius.

Um número generoso de álbuns que Wonder lançou com a Motowns, conheceu o sucesso no decorrer da década de 60: nesta fatia de tempo encontramos os hit singles “For Once in My Life”  e “I Was Made to Love Her”. Negociações contratuais rígidas, permitiram a Stevie Wonder o controlo criativo total do seu trabalho a partir de 1971. Este controlo criativo, ao qual se acrescenta a procura de Wonder por novos sons, e o seu profundo imaginário composicional, foram forças que resultaram num sequência de cinco álbuns sucessivos aclamados pela crítica, e assim estabelecendo Stevie Wonder como um dos mais influentes e inovadores músicos de finais do século XX.

O álbum mais distante ficou do ápice da crítica intitula-se Musico of My Mind (1972), mas Talking Book (1972), Innervisions (1973), Fulfillingness First Finale (1974), e Songs in the Key of Life (1976), foram grandes estrondos no panorama musical. Ademais, Fulfillingness First Finale e Songs in the Key of Life subiram ao topo das tabelas americanas, assinalando o apelo e o sucesso commercial da música de Wonder.

Estes álbuns não se resumem só aos clássicos como “Superstition” ou “You Are the Sunshine of My Life”, pois revelam também a versátil voz de Wonder, que cruzava tanto o funk soul como a balada, como estando sempre habitando uma mesma casa. Wonder continuou a produzir músicas com grande sucesso durante os anos 80, como a memorável “I Just Called to Say I Love You”, mas nenhum dos álbuns produzidos conseguiram alcançar o cume de sucesso prévio. Por ser um dos artistas pop mais conceituado e respeitado da sua geração, tem colaborado com vários artistas, como Quincy Jones, Lenny Kravitz, Kirk Franklin, e Luther Vandross, atravessando sempre as ditas fronteiras entre géneros musicais.

499 Visualizações 1 Total

References:

Lundy, Zeth. Songs in the Key of Life. New York: Continuum, 2007.

499 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.