Original Dixieland Jazz Band

História do conjunto de dixieland jazz «Original Dixieland Jazz Band», responsáveis pelas primeiras gravações de jazz, em 1917.

Introdução

A «Original Dixieland Jazz Band» (ODJB) foi o conjunto de dixieland de Nova Orleães, formado em 1916, responsável pela difusão do nome jazz – no primeiro ano eram conhecidos como «Original Dixieland Jass Band – e pelas primeiras gravações de jazz, realizadas em 1917. Chamavam-se a eles próprios os “Criadores do Jazz”, não sem alguma controvérsia. Não obstante, foram a primeira banda a gravar e a comercializar dentro do género, contribuindo para o seu estabelecimento como tal.

Origem

A história da «Original Dixieland Jass Band» remonta ao ano de 1916, quando um promotor de Chicago reuniu o clarinetista Alcide Nunez e o percussionista Johnny Stein, com o objectivo de levar o estilo de música de Nova Orleães para Chicago, onde uma banda semelhante, dirigida pelo trombonista Tom Brown, estava a alcançar grande sucesso. Por este estilo de música entende-se uma combinação de ragtime com blues, que viria a ser conhecido na história do jazz como dixieland.

A Nunez e Stein juntaram-se também o trombonista Eddie Edwards, o pianista Henry Rags e o cornetista Frank Christian. No entanto, Christian desistiu no último momento e mesmo antes da partida foi contratado o cornetista e trompetista Nick de la Rocca. O conjunto começou, então, a actuar no Schiller’s Café, em Chicago, com o nome «Stein’s Dixie Jass Band» logo em Março desse ano. A banda tinha sucesso e era bem paga mas o único músico com contrato era Stein, o bandleader, o que levou os outros a desistirem e regressarem a Nova Orleães, com a intenção de encontrarem um novo baterista.

Com a adição de Tony Sbarbaro, começaram a tocar a 5 de Junho do mesmo ano com o nome “The Dixie Jass Band”. No entanto, devido a conflitos entre La Rocca e Nunez, o último abandonou a banda e foi substituído por Larry Shields. Foi com esta formação que a Original Dixieland Jass Band atraiu a atenção de Al Jolson, que os recomendou na cidade de Nova Iorque. No início de 1917, começaram a tocar no Reisenweber’s Café, em Manhattan, sendo já conhecidos como «Original Dixieland Jazz Band».

As primeiras gravações jazz

Ao contrário de muitas outras bandas de Nova Orleães que passaram em Nova Iorque, a ODJB foi a primeira a ter uma base sólida de fãs na cidade e, sobretudo, a primeira a ter a oportunidade de gravar, numa altura em que a indústria da gravação estava centrada em New York e New Jersey. O ano de 1917 foi muito importante para a história do jazz porque a 26 de Fevereiro o grupo instalou-se nos estúdios da Victor e gravou aquele que é conhecido como o primeiro disco de jazz, «Livery Stable Blues», que vendeu cerca de um milhão de exemplares, batendo todos os recordes de vendas da época. A Dixieland Jazz Band tornou-se um estilo: “come on along and hear (…) you can sit back, kick off your shoes, tap your feet, and enjoy some New Orleans Jazz” (Venha e ouça. Pode ficar sentado, dar pontapés com os sapatos, bater os pés e deliciar-se com o jazz de Nova Orleães).

A sonoridade musical da «Original Dixieland Jazz Band» era característica porque transpirava liberdade e vivacidade. Nesta primeira gravação exploraram o uso de recursos como blocos de madeira, sinos, gongos para alterar a qualidade tonal dos instrumentos e quebrar o ritmo. Era diferente daquilo da música pop da época e, também por isso, tiveram tanto sucesso.

A ser-se justo, no entanto, é necessário dizer que o conceito de arranjo do conjunto era bastante limitado e a certo ponto as gravações tornavam-se repetitivas. No entanto, eram também vivas, com uma certa ausência de cortesia ou polidez, transmitindo assim aos ouvintes a sensação “jazz” e, por isso, o estilo existe ainda hoje, sendo conhecido como dixieland. Muitas das primeiras músicas gravadas pela «Original Dixieland Jazz Band» – «Tiger Rag» (1917), «Figety Feet», «Clarinet Marmalade», «At the Jazz Band Ball» (1919) – permanecem hoje clássicos no repertório da dixieland e das bandas de jazz tradicionais.

O fim do grupo

A «Original Dixieland Jazz Band» desintegrou-se em 1925. Depois de uma tour no Reino Unido, regressaram aos Estados Unidos em 1920, mas a música do grupo estava longe de ser, por essa altura, uma novidade. O grupo voltou a juntar-se em 1936, a convite da Victor, com quem gravaram “The Original Dixieland Five”. Pouco depois, voltaram a separar-se.

601 Visualizações 1 Total

References:

Aguiar, M.C. & Borges, C.C.M.V. (nd). As raízes do jazz e a Original Dixieland Jazz Band. 123 Spectrum.

Original Dixieland Jass Band. Em https://en.wikipedia.org/wiki/Original_Dixieland_Jass_Band#Music_of_ODJB

601 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.