Música de Câmara

Definição de música de câmara.

Conceito

A definição moderna de música de câmara abarca toda a música erudita executada por um pequeno conjunto de instrumentos ou vozes (geralmente, um máximo de dez) e mesmo obras interpretadas por um instrumento solista com acompanhamento (por convenção, um instrumento exclusivamente a solo não se enquadra nesta categoria). Não corresponde inteiramente à sua concepção original pois perdeu as implicações quanto ao lugar de execução. Joseph Haydn é considerado o “pai” da música de câmara dado que anteriormente quase toda a música incluía um baixo cifrado que guiava o cravista na improvisação do acompanhamento musical. O mais semelhante a esta ideia remonta, na verdade, ao século XVI, nas obras para viola.

Originalmente, a expressão música de câmara designava um tipo de música que não se destinava à igreja, ao teatro ou a salas de concerto públicos. Neste sentido, caracterizava-se por um carácter algo intimista, fazendo-se ouvir em salões de palácios, residências e espaços semelhantes, pelo que era interpretada por um pequeno grupo de executantes, sem auxílio de um maestro.

Aliás, devido a esta natureza intimista a música de câmara tem sido descrita repetidamente ao longo da história como uma “música para amigos”. O escritor alemão Goethe descreveu o quarteto de cordas, uma das possíveis combinações de música de câmara, como uma conversa entre quatro pessoas. Esta analogia é, na verdade, muito realista, descrevendo o modo como normalmente um instrumento introduz uma melodia ou um motivo e os seguintes instrumentos respondem à volta destes.

A música de câmara compreende, então, diversas combinações, desde os duetos entre o piano e um instrumento de cordas ou sopro, aos vários trios, aos quartetos de cordas ou aos quartetos de três cordas e um piano, aos quintetos, aos sextetos, septetos ou octetos instrumentais, etc. De todos este, historicamente, o quarteto de cordas para dois violinos, viola e violoncelo é o mais popular. O contrabaixo raramente tem papel na música de câmara, embora existem duas excepções notáveis: o quinteto de piano «A Truta» de Schubert e o «Quinteto de Cordas, op.77», de  Dvořák. O repertório de música de câmara é, evidentemente, abundante.

322 Visualizações 1 Total

References:

Kennedy, M. (1994). Dicionário Oxford de Música. Publicações Dom Quixote.

Ulrich, H. (nd) Chamber Music. Em https://www.britannica.com/art/chamber-music

322 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.