Johann Sebastian Bach

Olhar sobre a vida e a obra do compositor alemão Johann Sebastian Bach

Johann Sebastian Bach foi uma das personagens mais ilustres do mundo da música, um notável compositor alemão que nos deixou um legado sem igual, obras de uma fecundidade extraordinária que abrangem todos os géneros, desde as cantatas e missas até peças para violino, violoncelo e cravo, passando por composições para orquestra. De entre as suas obras mais notáveis, podem citar-se, por exemplo, a “Paixão segundo São Mateus”, a “Oratória de Natal”, ou os “Concertos de Brandenburg”.

Johann Sebastian Bach nasceu no dia 21 de março de 1865, na Alemanha, no seio de uma família de músicos. Num primeiro momento, largamente influenciado pelo seu pai, Johann Ambrosius Bach, que era instrumentista de cordas, e, posteriormente, pelo seu irmão, Johann Christoph, um organista, o jovem Bach desde cedo demonstrou não só uma enorme apetência para aprender música, como também um talento natural para a mesma.

Ainda enquanto criança, começou por participar em vários coros ao serviço da Igreja, em Lüneburg, e, depois, já adolescente, destacou-se como um impressionante instrumentista de cordas. Aos 18 anos tornou-se violinista de profissão, um membro da orquestra da corte do duque de Weimar, e ainda lecionava música aos jovens do coro da Igreja e tocava órgão em Armstadt.

Por esta altura, as autoridades eclesiásticas entraram em conflito com o jovem Bach, na medida em que este tinha optado por introduzir várias variações e mudanças de andamento nas músicas, que o coro não conseguia acompanhar. Ainda acresce o facto de Bach ter contrariado o Conselho Comunal, ao decidir que a cantora Maria Barbara Bach, sua prima e futura esposa, subisse ao palco, o qual era apenas destinado a membros do sexo masculino.

Assim, em 1707, Bach tornou-se organista em Müllhausen, onde produziu bastantes cantatas para a Igreja, como, a título de exemplo, a “Tocatta e Fuga em D menor”, obra que apresenta uma vertente rapsódica nórdica.

No ano seguinte, decidiu ir com a sua esposa para Weimar, onde permaneceu durante nove anos. Durante quase uma década Bach produziu imensas peças, como foi o caso do famoso coral intitulado “Jesus alegria dos Homens”.

Em 1717, Bach, ressentido por não ter sido nomeado diretor musical, pediu a demissão do seu cargo, mas acabou por ser detido um mês na prisão, devido às suas severas insistências. Decidiu, depois, partir com a sua esposa e com os seus filhos para Köthen, onde, já enquanto diretor musical ao serviço do príncipe Leopold, dedicou-se sobretudo a compor sonatas para piano e para violino. Foi neste período áureo que nasceram os famosos “Concertos de Brandenburg”.

Em 1720 Johann Bach ficou viúvo, mas voltou a contrair matrimónio, desta vez com a soprano Anna Wilcken. O casal partiu para Leipzig, cidade na qual Bach continuou a lecionar e a compor música.

No entanto, a partir da década de 40, a carreira de Bach começou a conhecer um certo declínio. O compositor começava a sentir-se cansado e acrescia um risco de cegueira extrema. Corria o ano de 1750 quando faleceu, em Leipzig.

Alguns dos seus filhos, como Wilhelm Friedman, Karl Phillip Emmmannuel, ou Johan Christian foram dignos sucessores da obra sem igual de seu pai, Johann Sebastian Bach.

341 Visualizações 1 Total

References:

https://www.britannica.com/biography/Johann-Sebastian-Bach

341 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.