Gal Costa

Gal Costa é um dos maiores nomes da música popular brasileira. Conhecida desde os anos 1960, a cantora segue em atividade com concertos pelo mundo todo.

Quem é Gal Costa?

Gal Costa é a abreviação do nome Maria da Graça Costa Penna Burgos, uma das maiores cantoras brasileiras de todos os tempos ainda em atividade. Conhecida mundialmente, Gal Costa em plenos 72 anos ainda faz concertos em diversos países.

Gal Costa

Biografia

Nascida em Salvador, no dia 26 de setembro de 1945, Gal Costa é filha de Mariah Costa Penna com Arnaldo Burgos. Seu pai faleceu quando tinha apenas 14 anos. No entanto, sua mãe, tias e primos a cercaram para preencher o vazio da figura paterna.

Sempre estimulada pela música, Gal Costa, aos 10 anos, tornou-se amiga íntima das irmãs Sandra e Andreia Gadelha, posteriormente esposas dos compositores Gilberto Gil e Caetano Veloso, respetivamente. Mas foi só em 1963 que Andreia apresentou Gal Costa a Caetano Veloso. Ambos os músicos tornaram-se grandes amigos e mútuos admiradores de seus trabalhos.

Graças a estas relações, Gal Costa estreou sua carreira, na década de 1960, ao lado de nomes como Maria Bethânia, Tom Zé, Caetano, Gil, entre outros. Por volta de 1964, a cantora deixou Salvador e foi para o Rio de Janeiro, para participar no espetáculo Opinião, em oposição ao Golpe de Estado.

Em 1968, um ano depois do primeiro Long Play (LP), Gal Costa participou do famoso disco Tropicália ou Panis et Circensis. A obra conta com canções célebres como Mamãe coragem (Caetano Veloso e Torquato Neto), Parque industrial (Tom Zé) e Enquanto seu lobo não vem (Caetano Veloso), além de Baby (Caetano Veloso).

Nos anos 1970, Gal Costa vai a Londres para passar um tempo com Caetano e Gil, que foram exilados pela ditadura militar. Nesta viagem, ela produz um disco com algumas canções em parceria com os outros dois cantores.

Logo em seguida, em 1975, Gal faz imenso sucesso ao gravar a canção Modinha para Gabriela (Dorival Caymmi), para a abertura da telenovela da Rede Globo, Gabriela. E dois anos mais tarde, ela lança o disco Caras e Bocas, com sucessos como Tigresa e Negro Amor.

Nos anos 1980 e 1990, Gal Costa continuou inovando a música popular brasileira com canções inéditas e influencias das mais variadas. Também fez inúmeras apresentações internacionais. Em 2002, fez parceira com Alice Ruiz e Arnaldo Antunes.

Discografia de estúdio

  • Domingo (1967) – com Caetano Veloso
  • Tropicalia ou Panis et Circencis (1968) – com Caetano Veloso, Gilberto Gil, Nara Leão, Os Mutantes e Tom Zé
  • Gal Costa (1969)
  • Gal (1969)
  • Legal (1970)
  • Índia (1973)
  • Cantar (1974)
  • Gal Canta Caymmi (1976)
  • Caras & Bocas (1977)
  • Água Viva (1978)
  • Gal Tropical (1979)
  • Aquarela do Brasil (1980)
  • Fantasia (1981)
  • Minha Voz (1982)
  • Baby Gal (1983)
  • Profana (1984)
  • Bem Bom (1985)
  • Lua de Mel Como o Diabo Gosta (1987)
  • Plural (1990)
  • Gal (1992)
  • O Sorriso do Gato de Alice (1993)
  • Mina d’Água do Meu Canto (1995)
  • Aquele Frevo Axé (1998)
  • Gal de Tantos Amores (2001)
  • Bossa Tropical (2002)
  • Todas as Coisas e Eu (2003)
  • Hoje (2005)
  • Recanto (2011)
  • Estratosférica (2015)
590 Visualizações 1 Total

References:

AllMusic.com

590 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.