Capicua

Capicua, é o nome artístico de Ana Matos Fernandes, uma rapper portuguesa. Capicua não é a única mulher a fazer rap em Portugal, mas é das poucas que tem conseguido arrancar com a sua carreira e a viver completamente da música. Desde que entrou para o mundo rap que reconhece que ser mulher neste meio a obriga a ser muito melhor que os demais, por isso, trabalho árduo é algo que faz parte da sua carreira musical onde faz por acreditar no poder da palavra. Politicamente ativa, Capicua encontrou na música uma outra forma de se fazer ouvir.

800

Capicua é licenciada em Sociologia no ISCTE e o doutorada em Geografia Humana em Barcelona. Com o final dos estudos, aos 23 anos, não queria arranjar emprego, queria apenas viver da música. A sua criatividade, os ideais vincados que defende e o seu jeito revolucionário permitiram-lhe atingir esse objetivo.

Mc militante desde 2004, edita dois Ep’s em grupo (“Syzygy” em 2006 e “Mau Feitio” em 2007), até que em 2008 decidiu lançar-se sozinha, com a mixtape “Capicua goes Preemo”. Seguem-se inúmeras colaborações em diversas compilações e mixtapes de alguns dos mais conceituados Dj’s e Produtores de Hip Hop nacionais.

Em 2012, edita o seu primeiro álbum em nome próprio, e consegue atingir novos públicos, surpreender a crítica e ganhar destaque nas mais prestigiadas listas de melhores discos do ano.

Segue-se nova mixtape, desta vez com beats de Kanye West (“Capicua goes West”, 2013), que prepara terreno para um segundo LP, “Sereia Louca”, editado em 2014 pela Norte Sul.

E em 2016 edita “Mão Verde”, um disco/livro de música para crianças, em parceria com Pedro Geraldes (Linda Martini), iniciando uma numa nova tour de concertos, para um novo público, com uma clara motivação ecologista

A maior preocupação de Capicua é transmitir positivismo em tudo o que diz, mesmo que o assunto não o proporcione. O objetivo da rapper é inspirar e trazer um estímulo positivo para aqueles que a ouvem.

Todo o trabalho da rapper, levou-a a criar uma longa lista de concertos por diversos palcos e festivais do país. Com isto recolheu fãs cada vez mais diversos, e é considerada como um dos maiores talentos da nova escola do hip hop em Portugal, e uma das mais incontornáveis artistas da sua geração.

Conhecida pela sua escrita emotiva e politicamente engajada, pela espontaneidade e por uma clara atitude feminista, conta já com uma longa lista de colaborações, conferências e workshops, sempre em torno da palavra e da música.

BS14-Capicua-01

Discografia

  • Capicua, Emicida, Rael e Valete (2017) – Língua Franca (Sony Music)
  • Capicua e Pedro Geraldes (2016) – Mão Verde (Norte Sul)
  • Capicua (2015) – Medusa (Norte Sul)
  • Capicua (2014) – Sereia Louca (LP)
  • Capicua (2013) – Capicua Goes West Mixtape (Vol.2)
  • Capicua (2012) – Capicua (LP)
  • Capicua (2008) – Capicua Goes Preemo Mixtape (Vol.1)
  • Mau Feitio (2007) – Mau Feitio (EP)
  • Syzygy (2006) – 3 Corpos Astrais Alinhados (EP)

 

968 Visualizações 2 Total
968 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.