Arcade Fire

Os Arcade Fire são uma banda canadiana associada, principalmente, ao Indie Rock. As suas músicas têm a particularidade de combinar o rock indie com uma abordagem mais teatral e espectacular. Seria esta fusão e atitude que contribuiria para que os Arcade Fire se tornassem numa das bandas mais promissoras do início do milénio.

Arcade_Fire_EP_Logo

Formação e composição da banda

A banda é originalmente composta por Régine Chassagne, Richard Parry, Tim Kingsbury, e os irmãos William e Win Butler. O grupo seria consistentemente formado no Verão de 2003, após Win Butler ter conhecido Régine Chassagne numa actuação de jazz no âmbito de uma exposição de arte em Montreal. Ao testemunhar a sua actuação, Win Butler ficaria rapidamente encantado com o desempenho de Régine, e seria mesmo este o momento que despoletaria o nascer da parceria musical dos dois.

Entre os dois haveria espaço para romance, e o duo rapidamente expandiria a sua formação e a ambição do seu som através da contratação de Richard Parry para o órgão, Tim Kingsbury para o baixo, e o irmão de Win Butler, William, ficaria encarregue dos sintetizadores e da percussão.

Arcade_Fire_live_20050315.ext

Com várias influências patentes no seio musical da banda, os Arcade Fire apresentaram inicialmente um som ambicioso, promovendo uma mistura entre Bossa Nova, Punk Rock, Cantiga Francesa, e estruturações musicais tipicamente pop, ao mesmo tempo que englobavam diversas referências rock, seja através de um som mais emotivo com nuances dos U2, seja mediante um maior ecletismo melódico influenciado por artistas como David Bowie.

Percurso discográfico

Em 2003 seria lançado o primeiro disco de originais dos Arcade Fire através do EP denominado “Arcade Fire”. Propulsionado pelo timbre distinto de Win Butler e a atmosfera sinfónica patente nas melodias criadas pelos restantes membros da banda, este disco ajudaria a banda a conseguir um contrato discográfico com a Merge Records.

4232399496_e43ebe9dd5

No entanto, e contrastando com o bom momento musical vivido pela banda, uma série de familiares dos elementos da banda faleceriam no decorrer desse ano. A avó de Régine Chassagne morreria, bem como o avô dos irmãos Butler, seguido do tio de Richard Parry. Seriam estes acontecimentos e energia associados que estariam na base e inspiração da gravação do primeiro álbum oficial da banda: “Funeral”. Lançado em Setembro de 2004, o álbum seria muito bem recebido, quer pela crítica, quer pelos fãs, e em consequência, os Arcade Fire promoveriam o álbum mediante uma extensa tourné que envolveu grandes palcos e festivais como o Lollapalooza e Coachella. Apareceriam também na capa da edição canadiana da revista Time, arrecadando uma nomeação para Melhor Álbum de Música Alternativa nos Grammys, acompanhando os U2 na sua tour mundial.

Para o seu segundo álbum, os Arcade Fire decidiram optar por uma via mais ambiciosa, gravando integralmente “Neon Bible” no interior de uma igreja nos subúrbios de Montreal. Este álbum chegaria às lojas de música em Março de 2007, e apresentaria grandes arranjos e ornamentações reproduzidas por órgãos de igreja, um coro militar, e uma orquestra completa.

O álbum atingira o segundo lugar no top de vendas e levaria a que os Arcade Fire embarcassem numa segunda tourné extensiva pelo mundo, marcando presença em mais de 120 espectáculos no decurso de um ano.

Aquando da candidatura presidencial de Barack Obama para a Casa Branca, em 2008, os Arcade Fire juntaram-se aos apoiantes musicais do mesmo, e tocaram numa série de espectáculos a favor da candidatura.

Seguidamente começariam a trabalhar no seu terceiro álbum, “The Suburbs”, um extenso álbum contendo dezasseis músicas, focando a sua temática no poder e importância da infância, a expansão dos subúrbios residenciais, e os sonhos cumpridos e não cumpridos da classe-média. O álbum seria lançado em 2 de Agosto de 2010 e, mais uma vez, seria extremamente bem recebido pela crítica e pela massa de fãs, alcançando um primeiro lugar nas tabelas musicas, quer dos Estados Unidos da América, quer do Reino Unido. Conseguiriam, com isso, ganhar o prémio de Melhor Álbum do Ano nos Grammys, o Prémio Polaris, e o prémio de Melhor Álbum Internacional e Melhor Banda nos aclamados BRIT Awards, entre outros.

Mais um álbum, mais uma tour mundial, marcando presença numa série de espectáculos cada vez de maior dimensão, e cada vez mais lotados. A fama e visibilidade da banda aumentavam.

Em 2012, os Arcade Fire começariam a trabalhar no seu quarto álbum, e para o efeito, colaborariam com James Murphy, o vocalista e principal compositor dos LCD Soundsystem, cumprindo com o papel de produtor na feitura do álbum. “Reflektor” seria um álbum com dois discos, e seria lançado em Outubro de 2013, seguindo um rota musical inteiramente distinta dos álbuns anteriores, mostrando a apetência da banda para explorar sons e tonalidades diferentes.

Já no final de Maio de 2017, o single “Everything Now” seria lançado, e abriria caminho ao quinto lançamento de originais da banda, com o mesmo nome. Seria apresentado em Julho, e contaria com a colaboração, para efeitos de produção musical, de artistas como Thomas Bangalter dos Daft Punk, Steve Mackey dos Pulp, Geoff Barrow dos Portishead, e Markus Dravs. Acompanhando o álbum, seriam lançados ainda os singles “Creature Comfort” e “Electric Blue”.

507 Visualizações 1 Total
507 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.