Turismo de Negócios

O artigo tem como objetivo principal explicar o conceito de Turismo de Negócios, por isso, apresentamos a sua definição e as suas principais caraterísticas.

Conceito de Turismo de Negócios

O Turismo de Negócios é um produto turístico que pode definir-se, de uma maneira ampla, como um conjunto de viagens realizadas no âmbito de atividades profissionais, independentemente da sua natureza (económica, científica, política e/ou social).

Considerações sobre o Turismo de Negócios

Normalmente as viagens relacionadas como Turismo de Negócios são realizadas por quadros superiores de empresas que participam em reuniões, congressos, feiras, complexos industriais entre outros. Importa realçar que os turistas de negócios são apenas os visitantes que se deslocam para fora da sua residência habitual, por um período nunca superior a um ano, por razões profissionais e/ou motivos de negócios; porém, os mesmos nunca podem exercer qualquer atividade remunerada no destino turístico visitado.

A definição de Turismo de Negócios pode englobar as viagens de carácter coletivo ou de carácter individual, estando segmentadas em diferentes modalidades, nomeadamente:

  • reuniões, conferências, congressos e/ou seminários;
  • viagens de incentivo, feiras e/ou exposições;
  • viagens de executivos (executive travel);
  • meetings industry.

No turismo Turismo de Negócios o segmento de maior destaque é o meetings industry, pelos efeitos que produz e pela importância que já alcançou. O segmento de meetings insdustry corresponde igualmente à designação mais moderna do antigo MICE, ou seja, ‘meeting, incentives, conferences, exhibitions‘.

Note-se que muitas das vezes, e crescentemente, estas modalidades no Turismo de Negócios aparecem interligadas, como por exemplo, a tipologia conferências, congressos e/ou seminários está cada vez mais interligada a viagens de incentivo ou até a viagens individuais de negócio.

Grande parte das viagens realizadas no âmbito do Turismo de Negócios, em qualquer das suas formas, são suportadas pelas empresas ou organizações públicas, pelo que motivam um grande número de pessoas a nelas participarem

O Turismo de Negócios também apresenta vários impactes positivos no destino turístico recetor, na medida em que é um tipo de turismo que regista baixos níveis de sazonalidade comparado com os outros; os turistas de negócios geralmente acabam por consumir outros produtos turísticos no local visitado (exemplo: cultural; sol e mar; industrial; entre outros); de acordo com as estimativas de organizações internacionais, as reuniões internacionais (congressos incluídos) geram um volume de negócios de cerca de 30% das receitas turísticas mundiais; é um tipo de turismo com um efeito multiplicador elevado, pois pode estimular o investimento em infraestruturas e/ou equipamentos locais tendo em conta que estes fatores são uma componente forte e/ou decisiva para este segmento de mercado.

A nível nacional o Turismo de Negócios é um dos produtos turísticos contemplados no Plano Estratégico Nacional de Turismo (2011) a ser desenvolvido tendo em conta a localização estratégica de Portugal e da existência de boas infraestruturas e/ou equipamentos para o acolhimento das diferentes modalidades. Estas caraterísticas acabam por colocar Portugal no top de preferências para a realização deste tipo de turismo, nomeadamente, nas modalidades de congressos e as viagens de incentivos.

 

2551 Visualizações 10 Total

References:

Referências Bibliográficas:

  • Cunha, L. (2007). Introdução ao Turismo. Lisboa: Editorial Verbo, pp. 448.
  • Turismo de Portugal (2011). Plano Estratégico Nacional do Turismo Propostas para Revisão no Horizonte 2015 – Versão 2.0, Lisboa, pp. 1-47.
2551 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter