Vale de Cambra

Vale de Cambra é um município português localizado no distrito de Aveiro, na Área Metropolitana do Porto e na sub-região de Entre Douro e Vouga. É um município com 22 864 habitantes, de acordo com os censos de 2011, estando dividido em sete freguesias em 147,33 km². Vale de Cambra é limitado a norte pelo município de Arouca, a leste por São Pedro do Sul, a sueste por Oliveira de Frades, a sul por Sever do Vouga e a oeste por Oliveira de Azeméis.

As sete freguesias do concelho de Vale de Cambra são: Arões, Cepelos, Junqueira, Macieira de Cambra, Roge, São Pedro de Castelões e Vila Chã, Codal e Vila Cova de Perrinho.

História

A formação do território que corresponde na atualidade ao concelho de Vale de Cambra perde-se no tempo. Alguns testemunhos arqueológicos encontrados no território indiciam que este seria povoado 3000 anos a.C., sendo exemplo os dólmens e castros na freguesia de Arões e as insculturas da Idade do Bronze no Outeiro dos Riscos. Da cultura castreja restam ainda achados em Vila Cova do Perrinho e do período do Império Romano sobraram pontes e troços de estradas.

A povoação neste território é mencionada pela primeira vez na doação do rei Ordonho ao bispo de Gomado e ao mosteiro de Crestuma, em 922. Mais tarde, o território fez parte das terras de Santa Maria de Vandoma, tendo ficado conhecido por Santa Maria de Caymbra. Alguns documentos referem-se a Vale de Cambra como Caymbra, Braveira de Cambra e Macieira de Cambra.

No final do século IX o território já era bastante povoado, com quintas e vilas que baseavam a sua riqueza no solo. O aumento da população levou à elevação à categoria de município. Naquela altura, vários fidalgos tinham terras e bens neste vale fértil. No início do do século XII iniciou-se a estirpe dos “de Cambra”, uma família da linhagem dos Riba Vizela e que teve como percursos D. Afonso Anes. No século XIV o senhorio da terra de Cambra passou para as mãos dos condes da Feira, os Pereiras, e, mais tarde, para a Casa do Infantado.

A carta de foral foi atribuída à terra e concelho de Cambra em 1514 por D. Manuel I, com sede em Macieira de Cambra. O concelho de Vale de Cambra, com a tipologia atual, foi criado em 1926.

Património edificado e natural

Com um importante património histórico, edificado e arqueológico, em Vale de Cambra destacam-se vestígios como dólmens e castros na freguesia de Arões, insculturas da Idade do Bronze no Outeiro dos Riscos e alguns achados em Vila Cova do Perrinho. Além disso, é também importante visitar a Ponte de Cavalos, o Pelourinho de Macieira, a Igreja e o Cruzeiro de Roge, a Ponte da Fontinha e o moinho e a Ponte de Coronados.

No que se refere à riqueza natural, Vale de Cambra beneficia das belas e solarengas encostas das serras da Freita e Arestal, assim como dos vales férteis dos rios Caima, Arões e Teixeira. Entre paisagens de terra e água, neste concelho poderá desfrutar de tranquilidade e sossego e pode aproveitar para praticar desportos de natureza, nomeadamente caminhadas e pedestrianismo.

Gastronomia

A gastronomia de Vale de Cambra tem como principal ex-libris a carne de raça arouquesa, com Denominação de Origem Protegida, que se serve assada ou grelhada, acompanhada por Vinho Verde (DOC). Deste modo, como principais pratos temos a vitela arouquesa assada no forno, o cabrito da gralheira assado no forno, o cozido à portuguesa e os rojões.

A doçaria regional inclui as calambrias, com sabor a castanha, requeijão e mel. Além disso, em Vale de Cambra também se confecionam as “tulhinhas”, uns pastéis de massa filo com recheio de ovos moles, amêndoa e canela”, o leite-creme, a sopa seca e a aletria.

Geminações

Com o objetivo de aproximar os povos e criar laços históricos e culturais de amizade, o município celebrou os seguintes Protocolos de Geminação:

  • Teresópolis (Brasil) – 28 de novembro de 1995
  • Luanda (Angola) – 26 de abril de 1996

Brasão da cidade

Valecamb

O brasão de Vale de Cambra é composto por um escudo de verde e uma vaca de ouro passante, com uma bordadura de negro carregada de quatro cachos de uvas de púrpura folhados de ouro, alternados com quatro abelhas do mesmo. A coroa mural é de cinco torres de prata e o listel é branco com a legenda VALE DE CAMBRA a negro.

Municípios do Distrito de Aveiro

Águeda Albergaria-a-Velha Anadia Arouca Aveiro
Castelo de Paiva Espinho Estarreja Ílhavo Mealhada
Murtosa Oliveira de Azeméis Oliveira do Bairro Ovar Santa Maria da Feira
São João da Madeira Sever do Vouga Vagos Vale de Cambra
156 Visualizações 1 Total
156 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.