Vagos, Portugal

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

Vagos é um município português localizado no distrito de Aveiro, na região do Centro e sub-região do Baixo Vouga. É um município com 22 851 habitantes, de acordo com os censos de 2011, estando dividido em oito freguesias em 164,92 km². O município é limitado a norte por Ílhavo, a nordeste por Aveiro, a leste por Oliveira do Bairro, a sueste por Cantanhede, a sudoeste por Mira e a oeste pelo Oceano Atlântico.

Vagos é composto por duas partes divididas pela Ria de Aveiro.

As oito freguesias do concelho de Vagos são Calvão, Fonte de Angeão e Covão do Lobo, Gafanha da Boa Hora, Ouca, Ponte de Vagos e Santa Catarina, Santo André de Vagos, Sosa e Vagos e Santo António.

História

A região era chamada de “Vacuus” durante a ocupação romana, apesar de não existir como na atualidade durante a Idade Média. A maioria dos terrenos atuais estavam ocupados pelo mar havendo, posteriormente, o assoreamento de uma vasta planície onde as populações se dedicam à agricultura e agro-pecuária.

D. Sancho I deu o foral às terras de São Romão em 1190 e em 1192 doou a antiga Vila de Soza à Ordem de Nossa Senhora do Rocamador, mais tarde extinta. Soza foi a sede do concelho, com foral em 1514, e foi extinta a 31 de dezembro de 1853, passando a integrar o concelho de Vagos.

A vila de Vagos recebeu foral a 14 de agosto de 1514 por D. Manuel.

Património natural e edificado

Dada a sua proximidade com o mar, este concelho tem um património natural composto por belas praias que atraem muitos turistas. Deste modo destaca-se a Praia da Vagueira e a Praia da Vagueira Norte, a Praia do Labrego, a Praia da Duna Alta, a Praia da Gafanha da Boa Hora, a Praia da Ponte da Vagueira e a Praia do Areão.

Em termos de património edificado pode visitar o Santuário de Nossa Senhora de Vagos, a Casa-Museu Gandaresa e o Museu do Brincar.

Gastronomia

A fertilidade dos seus terrenos e a proximidade com a água dá origem a produtos agrícolas de elevada qualidade em Vagos. O prato mais popular da região é a caldeirada de enguias. Além disso, em Vagos pode provar os mariscos da ria, as papas de abóbora, o leitão, a chanfana, as saínhas e as favadas.

Geminações

Com o objetivo de aproximar os povos e criar laços históricos e culturais de amizade, o município celebrou os seguintes Protocolos de Geminação:

  • Bafatá (Guiné Bissau) a 29 de outubro de 1991
  • Mé-Zochi-Cidade Trindade (S. Tomé e Príncipe) a 29 de outubro de 1993
  • León (França)
  • S. Vicente (Cabo Verde)
  • Ceará (Brasil)

Brasão da cidade

Vagos

O brasão da cidade é de ouro, com barco moliceiro de negro, aparelhado do mesmo e vestido de vermelho, vogante sobre um pé de água de quatro fachetas ondadas de azul e prata, acompanhado em chefe de dois molhos de espigas de verde, atados do mesmo. A coroa mural de quatro torres de prata e o listel branco com os dizeres VAGOS a negro.

Municípios do Distrito de Aveiro

Águeda Albergaria-a-Velha Anadia Arouca Aveiro
Castelo de Paiva Espinho Estarreja Ílhavo Mealhada
Murtosa Oliveira de Azeméis Oliveira do Bairro Ovar Santa Maria da Feira
São João da Madeira Sever do Vouga Vagos Vale de Cambra
120 Visualizações 1 Total
120 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.