Ovar, Portugal

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

Ovar é um município português localizado no distrito de Aveiro, na região norte e sub-região do Baixo Vouga. É um município com 55 398 habitantes, de acordo com os censos de 2011, estando dividido em cinco freguesias em 147,70 km². Ovar é limitado a norte por Espinho, a nordeste por Santa Maria da Feira, a leste por Oliveira de Azeméis, a sul por Estarreja e Murtosa e a oeste pelo Oceano Atlântico.

As cinco freguesias do concelho de Ovar são: Cortegaça, Esmoriz, Maceda, União de Freguesias de Ovar, São João, Arada e São Vicente de Pereira Jusã e Válega. O concelho de Ovar é composto por quatro vilas (Cortegaça, Maceda, São João de Ovar e Válega) e duas cidades: Ovar e Esmoriz.

História

A geografia do concelho de Ovar foi mudando ao longo do tempo. O litoral de Ovar encontrava-se compreendido no maior segmento de costa baixa e lista do país e, ainda antes disso, a ria não existia e o mar avançava mais para o interior, formando uma baía. De facto, todos os terrenos do concelho de Ovar a oeste da linha do caminho-de-ferro, foram domínio do mar.

O nome “Ovar” é referido pela primeira vez num documento datado de 12 de junho de 922 e relacionado com o rio Obar ou Obal (atualmente o rio Cáster). Sendo um porto salineiro e de pesca na Idade Média, Ovar resultou da aglutinação de vários locais, entre os quais a vila de Cabanões, São Donato e de Ovar.

O concelho foi constituído em 1251 e o foral foi entregue por D. Manuel I a 10 de fevereiro de 1514. No séculos XVIII e XIX destacou-se e desenvolveu-se pela atividade piscatória.

Ovar foi elevada a cidade em a 28 de junho de 1984.

Património edificado e natural

Ovar é um concelho rico em termos de património edificado e natural. No que se refere ao património construído, o concelho tem um conjunto de museus de relevo, destacando-se o Museu e Casa de Júlio Dinis, o Museu de Ovar, a Casa-Museu de Arte Sacra da Ordem Franciscana Secular, o Museu Escolar Oliveira Lopes, o Museu Etnográfico de Válega, entre outros. Relativamente ao património religioso, podemos mencionar as Capelas dos Passos de Ovar (um conjunto de sete capelas espalhadas pelo centro histórico da cidade), a Igreja Matriz de Ovar, a Capela de Santo António, a Capela de Nossa Senhora da Graça, a Capela do Calvário, a Capela do Senhor do Poço, a Igreja Paroquial do Furadouro e a Capela de São Pedro. Além disso, podemos indicar outros locais de interesse como a Casa da Família Nunes da Silva e capela, o conjunto formado pela Capela da Senhora do Bom Sucesso e imóvel adjacente do princípio do século VIII e a Igreja Matriz de Válega.

Em relação à beleza natural, sem dúvida que são as praias que marcam a paisagem de Ovar, com destaque para a Praia do Furadouro, a Praia de Cortegaça, a Praia da Barrinha (Esmoriz), a Praia de São Pedro de Maceda, a Praia do Torreão do Lameiro e a Praia Fluvial do Areínho. No entanto, é também importante mencionar o Parque Ambiental do Buçaquinho e o Parque Urbano de Ovar.

Gastronomia

Na vertente gastronómica este é um território marcado pela tradição da pesca e da agricultura, sendo que muitos dos pratos têm origem no seio das comunidades piscatórias e agrícolas, nomeadamente a caldeirada de peixe, as enguias de escabeche, as sopas e ensopados de enguias, os rojões à lavrador, o bife à tanoeiro e as sardinhas.

Contudo, o produto de referência nacional e internacional do concelho é o pão-de-ló de Ovar, verdadeiro ex-libris da cidade. Numa tradição com mais de dois séculos, este pão-de-ló apresenta o formato de uma broa e a sua massa é leve e fofa. Na parte superior tem uma finíssima côdea húmida de cor levemente acastanhada circundada por uma orla de massa cremosa em tom amarelo-ovo. É tradicionalmente comercializado envolto em papel “almaço”.

Geminações

Com o objetivo de aproximar os povos e criar laços históricos e culturais de amizade, o município celebrou os seguintes Protocolos de Geminação:

  • Elizabeth (EUA) a 8 de agosto de 1998
  • Peso da Régua (Portugal) a 25 de julho de 1991
  • Pithiviers (França) a 23 de outubro de 1993
  • João Pessoa (Brasil) a 31 de maio de 1996
  • Moraleja (Espanha) a 7 de setembro de 1996
  • S. Nicolau (Cabo Verde) a 26 de julho de 1998
  • Pernik (Bulgária) a 26 de julho de 1998

Brasão da cidade

Ovar

O brasão é composto por um escudo de azul, torre de ouro aberta e iluminada do campo, encimada pelo busto de Nossa Senhora, de carnação, vestida de branco, com manto azul, tendo o Menino nos braços, também de carnação, ambos nimbados de ouro. A circundar o escudo está o colar da Ordem Militar da Torre e da Espada do Valor, Lealdade e Mérito. A coroa mural é de prata de cinco torres e o listel é branco com a legenda OVAR a negro.

Municípios do Distrito de Aveiro

Águeda Albergaria-a-Velha Anadia Arouca Aveiro
Castelo de Paiva Espinho Estarreja Ílhavo Mealhada
Murtosa Oliveira de Azeméis Oliveira do Bairro Ovar Santa Maria da Feira
São João da Madeira Sever do Vouga Vagos Vale de Cambra
244 Visualizações 1 Total
244 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.