Monforte, Portugal

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

Apresentação da vila e município de Monforte

Monforte é um município português localizado no distrito de Portalegre, na região do Alentejo e sub-região do Alto Alentejo. É um município com 3329 habitantes, de acordo com os censos de 2011, estando dividido em quatro freguesias em 420,25 km². O município é limitado a norte por Crato e Portalegre, a leste por Arronches e Elvas, a sudoeste por Borba e por Estremoz, a oeste por Fronteira e a noroeste por Alter do Chão.

As quatro freguesias do concelho de Monforte são Assumar, Monforte, Santo Aleixo e Vaiamonte.

História

Foi no Neolítico que começou a ocupação humana deste território, com a presença de pequenas comunidades agro-pastoris. Também os romanos tiveram uma influência importante no território, verificando-se a existência de um importante legado. Na Idade Média existiam no território do atual concelho dois núcleos populacionais: a vila de Monforte e a vila de Assumar.

Em 1257 D. Afonso III outorgou a primeira carta de foral à vila de Monforte. Uma nova carta de foral foi dada a 1 de julho de 1512 por D. Manuel I.

Em 1281 D. Dinis ofereceu a vila de Monforte a D. Isabel como dote do seu casamento.

Património

Em termos de arquitetura religiosa podemos mencionar:

  • Igreja Matriz de Assumar
  • Igreja da Madalena
  • Igreja de Nossa Senhora da Conceição

No âmbito da arqueologia neste concelho é possível encontrar:

  • Necrópole de Rabuje
  • Anta da Carrajola I
  • Anta da Serrinha
  • Ponte romana sobre a ribeira de Monforte
  • Anta do Montinho das Pretas
  • Anta do Peral I
  • Antas da Meada I e II
  • Villa Romano-Lusitana de Torre de Palma
  • Basílica Paleocristã de Torre de Palma

Gastronomia

A gastronomia do concelho de Monforte tem como pratos principais as migas com entrecosto frito, a sopa de cação, a sopa de tomate, a sopa de beldroegas, a açorda de coentros ou de poejo, o ensopado de borrego, a cachola de porco, a sopa de grão com carne e os assados de borrego.

Na doçaria pode provar as filhoses, os mexericos, o nógado, os charutos de Vaiamonte, as broas de Santo Aleixo, os lagartinhos, os bolos fintos, as broas e o toucinho rançoso de Monforte.

Por fim, é sempre importante mencionar os vinhos, os queijos, o mel e os enchidos.

Geminações

Com o objetivo de aproximar os povos e criar laços históricos e culturais de amizade, o município celebrou os seguintes Protocolos de Geminação:

  • Lácara (Espanha)
  • Mancomunidad Ribepos d’el Taj

Brasão da cidade

Monforte

O brasão da cidade é um escudo de negro, com castelo coberto de prata, aberto e iluminado de vermelho, rematado por cruzes de ouro com bandeiras carregadas pela cruz vermelha de São Jorge. O castelo assenta num monte de penhascos de verde realçados de negro. Tem uma bordadura de ouro com um ramo de oliveira e um de azinheira de verde, frutados e sustidos do mesmo, atados em ponto de vermelho. A coroa mural é de prata de quatro torres e o listel é branco com os dizeres VILA DE MONFORTE a negro.

Municípios do Distrito de Portalegre

Alter do Chão Arronches Avis Campo Maior Castelo de Vide
Crato Elvas Fronteira Gavião Marvão
Monforte Nisa Ponte de Sor Portalegre Sousel
151 Visualizações 1 Total
151 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.